Principal Matérias Velocidade no Asfalto Revivendo uma lenda: Stock Car estreia Autódromo de Jacarepaguá no metaverso Upland

Revivendo uma lenda: Stock Car estreia Autódromo de Jacarepaguá no metaverso Upland

Fãs poderão conhecer ou reviver as emoções de estar em um traçado espetacular, que é considerado um dos mais icônicos do esporte a motor nacional

A Stock Car recriou o Autódromo de Jacarepaguá no metaverso Upland
(Fernanda Freixosa/Stock Car)

A Stock Car Pro Series e a Upland tornaram acessível um grande presente para o apaixonado pelo automobilismo neste 1º de março, aniversário do Rio de Janeiro. O saudoso e lendário Autódromo de Jacarepaguá, na Cidade Maravilhosa — que completa 459 anos nesta sexta-feira —, é reconhecido como um dos palcos mais importantes da história do esporte a motor brasileiro, foi recriado no ambiente virtual do metaverso Upland e poderá ser revisitado por aficionados de todas as épocas.
Com a pista recriada de forma semelhante ao que foi o autódromo real, o ambiente reproduzido pela Upland permite que os jogadores participem de corridas na pista, que foi uma das mais importantes do Brasil, ao lado de Interlagos.
O fã poderá participar de competições organizadas dentro da Upland e, no futuro, concorrer a benefícios relacionados à categoria no mundo real, como ingressos, credenciais, produtos oficiais licenciados e experiências únicas nos autódromos por onde a categoria passa.
Além de Jacarepaguá, a Stock Car já recriou e é dona dos autódromos de Interlagos e Buenos Aires no metaverso Upland.

Um traçado espetacular — Aberta em 1966 com o nome de Autódromo da Nova Caledônia, que permaneceu ativo até 1970, o traçado foi inaugurado como Autódromo Internacional de Jacarepaguá em 1977. O traçado foi demolido em novembro de 2012 para dar lugar ao Parque Olímpico do Rio, uma das principais instalações dos Jogos Olímpicos de 2016.
O complexo foi um dos principais palcos do esporte a motor nacional, recebeu dez edições do GP do Brasil de Fórmula 1, 42 provas da Stock Car, além de etapas do Mundial de Motovelocidade, Fórmula Indy e muitas outras categorias.
Localizado na Zona Oeste do Rio de Janeiro, Jacarepaguá foi o cenário de momentos inesquecíveis: na Fórmula 1, ficou marcada pelo primeiro pódio da Copersucar Fittipaldi, em 1978, pelos famosos testes de pneus no começo dos anos 1980 e pelas duas vitórias de Nelson Piquet — em 1986, com Ayrton Senna ao seu lado no pódio.
Em 1996, André Ribeiro triunfou de forma emocionante na primeira corrida da história da Indy no Brasil. E, na Stock Car, a pista recebeu a primeira Corrida do Milhão, na qual o vencedor, Valdeno Brito, faturou o prêmio de um milhão de dólares.
A versão mais tradicional da pista de Jacarepaguá, projetada pelo engenheiro civil e arquiteto curitibano Ayrton Lolô Cornelsen, tinha 5.031 metros de extensão e 11 curvas, percorridas no sentido horário. Foi um circuito considerado técnico e difícil pelos pilotos em razão da combinação de trechos de alta, média e baixa velocidades, e que deixa saudades até hoje, mais de dez anos depois de ter sido desativado.

Contatos
Rodolpho Siqueira / Fernando Silva / Bruno Vicaria

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Veja também

Quem são os concorrentes ao prêmio milionário da Stock Series em 2024

Novo grid da categoria de acesso tem adolescentes a partir de 15 anos, vários talentos vin…