Principal Matérias Motovelocidade Com mais duas vitórias, Husqvarna PowerHusky/ Itaminas segue na liderança da 50cc e 65cc no Brasileiro de Motocross

Com mais duas vitórias, Husqvarna PowerHusky/ Itaminas segue na liderança da 50cc e 65cc no Brasileiro de Motocross

Em Canelinha (SC), equipe conquistou cinco pódios em quatro categorias, com destaque para o mineiro Pietro Fraga que venceu na 50cc e a dobradinha no pódio da 65cc com o paulista Heitor Matos e o catarinense Lorenzo Ricken em segundo

Pietro “Pepe” acelerando sua TC50 rumo a vitória em Canelinha/SC
(Ney Evangelista)

Husqvarna PowerHusky/ Itaminas saiu da 2ª etapa do Campeonato Brasileiro de Motocross, em Canelinha (SC), com cinco pódios, com destaque para as duas vitórias consecutivas na 50cc e 65cc, com direito a dobradinha no pódio e liderança no campeonato. O mineiro Pietro Fraga “Pepe” #152 (TC 50) venceu na 50cc e assumiu a liderança e o paulista Heitor Matos #300 (TC 65) emplacou mais uma vitória na 65cc, seguido do catarinense Lorenzo Ricken #16 na segunda colocação. O gaúcho Pietro Piroli #161 ficou em segundo na MX2JR e assumiu a vice-liderança do campeonato. Já o uruguaio German Bratschi #146 garantiu seu primeiro pódio da temporada com a quinta posição na MX2.

A pista desafiadora de aproximadamente 1.700 metros, montada na CTG Fazenda Silva Neto, foi elogiada pelos pilotos e exigiu muita técnica, habilidade e preparo físico, pois segundo os mais experientes, tinha características de circuitos internacionais e proporcionou disputas emocionantes, inclusive com pilotos da equipe, como aconteceu nas corridas da 50cc e 65cc.

Na 50cc, Pietro Fraga “Pepe” e o capixaba Henrique Spinassé #232, que até a largada liderava o campeonato, travaram uma bela disputa, alternando a liderança em vários momentos, com a Husqvarna TC50, que empolgou o público, por terem apenas 9 anos e proporcionarem uma pilotagem rápida e arrojada. Spinassé fez a volta mais rápida e a diferença entre os dois ponteiros chegou a menos de 1 segundo, mas o cachimbo soltou, a equipe encaixou e ele voltou para corrida e terminou em 10º.  Pepe ficou com a vitória e assumiu a liderança do campeonato. “Consegui largar bem, mantive um bom ritmo, cai em uma curva mas consegui levantar e voltar, depois a moto do Henrique parece que desligou daí eu ultrapassei fiquei em primeiro e mantive a calma até o final”, diz o mineiro de Coronel Fabriciano.

Na 65cc, com a Husqvarna TC65, Heitor Matos, 11 anos, largou em 3º e Lorenzo Ricken, 10 anos, em 6º. Rapidamente, Heitor assumiu a ponta e Lorenzo a 3ª colocação da corrida. Faltando pouco mais de 3minutos para o final Lorenzo chegou a 2ª posição e ambos fecharam a etapa com dobrinha no pódio. Heitor emplacou sua segunda vitória consecutiva e segue a liderança do campeonato com 58 pontos, enquanto catarinense (Rio Fortuna) é o vice-líder com 49 pontos. “Bem feliz com minha segunda vitória. Estava confiante para essa etapa. Muito legal a dobradinha com Lorenzo e, agora, é treinar para Campo Grande”, comemorou o paulistano Heitor. “Eu estou muito feliz por estar evoluindo e por mais um pódio. Heitor andou bem também e vou treinar mais para na próxima conseguir mais um bom resultado”, afirma Lorenzo pela conquista do 2º lugar em seu estado natal e que está na vice-liderança da 65cc.

O atual campeão na MXJR, Pietro Piroli, 15 anos, vem se destacando na nova categoria, a MX2JR, e em sua primeira temporada competindo com Husqvarna FC250. Muito rápido e sagaz largou no pelotão da frente em 2º e travou uma disputa intensa com os ponteiros. O gaúcho de Tapejara manteve o ritmo forte e garantiu o 2º lugar no pódio e assume a vice-liderança do campeonato na MX2JR. “Consegui um 2º lugar em Canelinha, nesta pista fantástica e estou feliz com mais um pódio, porque venho treinando muito e só quero agradecer ao meu time por tudo”, afirma Piroli.

Na MX2, German Bratschi pilotando a Husqvarna FC250 mostrou muita competitividade. Garantiu o 3º lugar na primeira bateria e depois na corrida da Elite MX ficou em 8º e na somatória conquistou o pódio com a 5ª colocação para a equipe. “Uma boa etapa mas fui melhor na primeira corrida. Na segunda foi mais difícil, estava em quinto e, em algum momento a minha moto apagou e perdi algumas posições, mesmo assim terminei entre os oito primeiros”, comenta o uruguaio que ocupa, agora, o Top6 na classificação do campeonato.

Na MXJR, Francesco Copetti (Husqvarna TC85) que vinha de uma vitória na primeira etapa largou em primeiro e vinha em ritmo forte, foi ultrapassado e quando estava em 2º lugar em uma das descidas, com canaleta funda, teve uma queda forte e na sequência um outro piloto caiu sobre ele. Teve de ser socorrido e abandonou a corrida. O argentino passa bem apenas com uma fissura no punho. Na mesma categoria o gaúcho Vicente Nunes #22 passou mal na madrugada da prova e não estava em condições de competir e não largou.

Investimento em categorias de base – Para Maurício Fernandes, chefe de equipe, os resultados positivos correspondem ao trabalho e investimento que a Husqvarna PowerHusky vem realizando nos últimos anos, sobretudo com as categorias de base. “Estamos orgulhosos do trabalho que estamos realizando e investindo na molecada da 50cc, 65cc e 85cc. Tanto que já temos um título Brasileiro na 50cc (Heitor Matos) e na MXJR (Pietro Piroli). Estamos formando os pilotos da categoria de base para o futuro do Motocross no Brasil e, quem sabe latino-americano e mundial. Temos motos de excelente qualidade que ajudam muito na evolução deles”, explica o sócio-diretor da Husqvarna no Brasil.

Sobre o fim de semana, Fernandes comenta sobre os pódios. “Pepe e Henrique vem mostrando ótimos resultados na 50cc, assim como Heitor e Lorenzo na 65cc e seguimos na liderança das duas categorias. Depois do título no ano passado na MXJR, Pietro vem forte na MX2JR e os resultados já aparecem. Copetti estava na liderança da MXJR teve esta queda na corrida mas vai se recuperar logo para a próxima. German vem evoluindo a cada prova e pódio mostrou que está no caminho certo.”

A próxima etapa do campeonato será em Campo Grande (MS), nos dias 4 e 5 de maio.

A equipe Husqvarna PowerHusky/Itaminas conta com patrocínio da Husqvarna Brasil, Itaminas, S3 Brasil, Goldentyre Brasil, Ride 100% e Grupo 2W Motors.

Mais informações no site da PowerHusky (clique aqui)  e Instagram @ powerhuskymotorcycles e @husqvarna_motorcycles_br

– Resultados 2ª etapa Campeonato Brasileiro de Motocross (Canelinha/SC)

50cc (três primeiros)
1) Pietro Fraga (Husqvarna PowerHusky/Itaminas)
2) Vitor Pontes
3) Ben Sagae
10) Henrique Spinassé (Husqvarna PowerHusky/Itaminas)

65cc (três primeiros)
1) Heitor Matos (Husqvarna PowerHusky/Itaminas)
2) 
Lorenzo Ricken (Husqvarna PowerHusky/Itaminas)
3) Henri Krug

MX2JR (três primeiros)
1) Vitor Borba
2) Pietro Piroli (Husqvarna PowerHusky/Itaminas)
3) Arthur Gomes

MX2 (soma das duas baterias)
1) Vitor Borba
2) Marcello Ratinho Lima
3) Henrique Henicka
4) Bernardo Tibúrcio
5) German Bratschi (Husqvarna PowerHusky/Itaminas)

– Classificação Campeonato Brasileiro de Motocross (após duas etapas)

50cc (três primeiros)
1) Pietro Fraga (Husqvarna PowerHusky/Itaminas)- 47 pontos
2) Vitor Pontes – 42 pontos
3) Henrique Spinassé (Husqvarna PowerHusky/Itaminas) – 36 pontos

65cc (três primeiros)
1) Heitor Matos (Husqvarna PowerHusky/Itaminas) – 58 pontos
2) 
Lorenzo Ricken (Husqvarna PowerHusky/Itaminas) – 49 pontos
3) Henri Krug – 47 pontos

MX2JR (três primeiros)
1) Vitor Borba – 50 pontos
2) Pietro Piroli – 42 pontos (Husqvarna PowerHusky/Itaminas)
3) Arthur Gomes – 30 pontos

MX2
1) Vitor Borba – 87 pontos
2) Bernardo Tibúrcio – 78 pontos
3) Marcello Lima – 78 pontos
4) Marcello Leodorico – 73 pontos
5) Henrique Henicka – 70 pontos
6) German Bratschi – 59 pontos (Husqvarna PowerHusky/Itaminas)

MXJR
1) Pablo Galdino – 43 pontos
2) Caio Grosbelli – 42 pontos
3) Pedro Soares – 42 pontos
6) Maiquel Schiefelbein – 26 pontos
7) Francesco Copetti (Husqvarna PowerHusky/Itaminas) – 25 pontos
20) Vicente Nunes (Husqvarna PowerHusky/Itaminas) – 5 pontos

MX3
1) Rafael Faria  – 47 pontos
2) José Gerardo- 47 pontos
3) Rooselvet Assunção – 36 pontos
8) Marcos Ribeiro – 24 pontos
9) Humberto Martín “Machito” (Husqvarna PowerHusky/Itaminas) – 20 pontos

Calendário 2024 – Campeonato Brasileiro de Motocross
3ª etapa – 4 e 5/maio – Campo Grande/MS
4ª etapa – 18 e 19/maio – Sorriso/MT
5ª etapa – 6 e 7/junho – Interlagos/SP
6ª etapa – 8 e 9/junho – Interlagos/SP
7ª etapa – 3 e 4/ agosto- Faxinal/PR

MSuzuki Comunicação
Mércia Suzuki

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Veja também

Granado retoma disputa do Mundial de MotoE

Mais de um mês após a etapa de abertura em Portugal, brasileiro da LCR E-Team disputa na F…