A bordo do Corolla #8, Suzuki destaca esforços para o retorno da principal categoria do Brasil neste fim de semana em Goiânia, seguindo rigoroso protocolo de segurança sanitária

Rafael Suzuki: sétima temporada, a primeira com a Full Time (Luis França)

Já são mais de sete meses desde a última corrida da Stock Car, em dezembro de 2019, em Interlagos (SP). Com a paralisação do esporte mundial, em virtude da pandemia do coronavírus, a principal categoria do Brasil adotou todas as medidas de segurança e anunciou seu retorno neste sábado e domingo (dias 25 e 26) para a disputa da 1ª etapa da temporada 2020 no autódromo internacional Ayrton Senna, em Goiânia (GO).

Em sua sétima temporada na categoria, Rafael Suzuki celebra a volta às pistas e sua estreia na equipe Full Time Sports. Ele será um dos quatro representantes da Toyota Gazoo Racing no time dirigido por Maurício Ferreira. A bordo do Corolla #8, Suzuki terá como companheiros Rubens Barrichello, Nelson Piquet Jr. e o argentino Matías Rossi.

Não será a primeira vez que o piloto defenderá as cores da Toyota Gazoo Racing. Em 2010, correndo no Japão, pelo time oficial da montadora (equipe Tom’s), Suzuki ganhou três corridas da F-3 Japonesa, ficando em terceiro no campeonato, mesmo correndo duas provas a menos. Também representou a Toyota no tradicional GP de Macau de F-3.

“Estou ansioso para esse começo de trabalho com a Full Time. Acho que nenhum de nós ficou tanto tempo sem competir como nesse período. Obviamente, que por um motivo muito importante, mas estamos ansiosos para voltar. Apesar de não termos muitas atividades de pista, consegui me integrar muito bem ao time, com muitas conversas com os engenheiros, mecânicos e toda a equipe técnica”, destacou o paulista de 32 anos, que participou de um dia de testes em junho no Velo Città (SP).

“O carro novo ficou mais pesado de guiar, foi algo que todos os pilotos mencionaram, mas como corri muitos anos de Fórmula, é algo que estou acostumado e até gosto. Foi um treino de reconhecimento, onde conseguimos fazer muitos testes de vários componentes e acertos diferentes, e provar a confiabilidade em longos stints. Não tivemos todas as equipes treinando no mesmo dia, então estou animado para vermos esse comportamento nas atividades oficiais da etapa”, continuou Suzuki.

Com dois pódios na Stock Car (em Buenos Aires e Cascavel), o piloto ficou feliz com o início da temporada no traçado de 3.835 metros de Goiânia. “Goiânia é um circuito que eu gosto muito. Apesar de nunca ter ido ao pódio lá, é uma pista que eu acho bem prazerosa de se pilotar”, comentou.

“Vai ser bom começar o campeonato numa pista onde muitas equipes têm referências. Goiânia tem um mix de curvas, uma reta longa, com curvas de alta, curvas fechadas. A temperatura lá costuma ser bem alta também, então, acho que vai ser um bom teste para o novo carro”, analisou.

O retorno da categoria só será possível graças a um rigoroso protocolo de segurança sanitária. Cada equipe da Stock Car poderá ter apenas nove profissionais na preparação dos dois carros, incluindo o chefe de equipe e os pilotos. Todos que estarão no autódromo deverão apresentar teste RT-PCR negativo para Covid-19. A temperatura corporal também será checada na entrada do circuito todos os dias.

Todos os briefings e reuniões serão realizados por videoconferência. Cada carro ficará sozinho em um box. No espaço, será permitido apenas cinco pessoas simultaneamente e todos deverão usar máscaras e face shield, além de respeitar distanciamento social de ao menos 2 metros. Não haverá público nas arquibancadas.

“Vejo muito empenho em todos os protocolos sanitários, e espero que possamos levar uma grande corrida para o pessoal que estará em casa. Estou muito feliz por dar este start na temporada. Vai ser uma sequência grande de corridas, mas acredito que estamos bem preparados”, finalizou Suzuki.

Os treinos para a 1ª etapa da 42ª temporada da história da Stock Car terão início apenas no sábado, com duas sessões livres e o classificatório, a partir das 16h30 (ao vivo no SporTV). No domingo, as duas provas terão 30 minutos de duração cada e também serão exibidas ao vivo pelo SporTV 2, a partir das 11h30.

Confira a programação da 1ª etapa:

Sábado, 25 de julho
08h00 – 08h15 – Shakedown
09h55 – 11h05 – Treino Livre 1
12h35 – 13h45 – Treino Livre 2
16h30 – 17h00 – Classificação – Ao vivo no SporTV

Domingo, 26 de julho
11h30 – Largada Corrida 1 (30 minutos + 1 volta) – Ao vivo SporTV 2
12h20 – Largada Corrida 2 (30 minutos + 1 volta) – Ao vivo SporTV 2

Saiba mais sobre a equipe Full Time Sports:
http://fulltimesports.com.br
Instagram: @fulltimesports
Facebook: https://www.facebook.com/fulltimesports10

Imprensa:
FGCom
Fernanda Gonçalves

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Veja também

Felipe Drugovich teve final de semana na zona de pontuação na Fórmula 2 e se prepara para a 6ª etapa

Próxima rodada será em Barcelona, na Espanha, e terá início na sexta-feira, dia 14 Pelo se…