Principal Matérias Velocidade no Asfalto Turismo Nacional volta a Goiânia para definir campeões de 2022

Turismo Nacional volta a Goiânia para definir campeões de 2022

Fim de semana no Autódromo Internacional Ayrton Senna será composto por 16 corridas e vai decidir os títulos das seis classes que integram o campeonato

Jornada no Centro Oeste vai definir os grandes campeões da temporada

Categoria dos carros mais vendidos do Brasil nos últimos anos, a Turismo Nacional volta a Goiânia para a etapa decisiva da temporada 2022. No fim de semana entre 2 e 4 de dezembro, o Autódromo Internacional Ayrton Senna será o palco de nada menos que 16 provas (oito no sábado e outras oito no domingo) e da definição dos campeões das seis classes em disputa no campeonato.
Devido ao regulamento da Turismo Nacional, que dobra os pontos possíveis de serem conquistados na etapa final, nas seis categorias há 27 pilotos com potencial mais factível de conquistar os títulos em jogo. Considerando as chances matemáticas, que se baseiam apenas na soma de pontos possíveis e um cenário no qual os rivais enfrentariam o pior cenário, o número sobe para 52.

Ao todo, Turismo Nacional realizará 16 corridas na última rodada do ano

No geral, a perspectiva é que 60 carros estejam inscritos para a última jornada do ano na Turismo Nacional, além de oito montadoras (Ford, Volkswagen, Fiat, Chevrolet, Nissan, Hyundai, Citroën, Toyota) e 12 modelos (Chevrolet Onix, Toyota Yaris, Toyota Etios, Volkswagen Gol, Volkswagen UP!, Hyundai HB20, Fiat Mobi, Fiat Uno, Fiat Argo, Ford New Ka, Nissan March e Citroën C3).

Os (muitos) candidatos aos títulos — Com duas etapas ainda para o desfecho do campeonato, a nova classe TN PRO tem como protagonistas o goiano Mathias de Valle e o catarinense Juninho Berlanda. Mas como os descartes dos seis piores resultados só serão aplicados ao término da quinta rodada, que será realizada no sábado, outros pilotos ainda aparecem com chances de desbancar a dupla.

Fim de semana traz perspectivas de grandes corridas na capital de Goiás

Ainda estarão em jogo 164 pontos no fim de semana para a TN PRO (82 no sábado e 82 no domingo). Mathias de Valle lidera o campeonato com 324 tentos, seguido por Juninho Berlanda, com 239 e por Marcelo Ditripa, que soma 207. Em teoria, sem considerar os descartes, até Leo Rufino, quinto colocado (160 pontos), tem possibilidades matemáticas de título.
As demais categorias já tiveram os descartes aplicados às respectivas pontuações. Para cada classe estarão em jogo em Goiânia um total de 215 pontos, levando em conta que na última etapa a pontuação tem um acréscimo de 100%.
Atual campeão, o catarinense Gustavo Magnabosco lidera o campeonato da Super com 437 pontos, contra 377,5 do mineiro Gustavo Mascarenhas e 372,5 de Fausto de Lucca. Wanderson de Freitas tem 341,5, seguido por Cesinha Bonilha, quinto colocado com 305. Na classe Elite, a dupla formada por Fabrício Lançoni e Nilton Rossoni está na frente com 431,5 tentos e vantagem muito apertada em relação a Eduardo Pavelski, segundo com 415,5. Davi Dal Pizzol vem em terceiro, com 358,5, seguido pelo filho, Gustavo Dal Pizzol, com 292,5. Willian Perillo soma 270.
Quanto à categoria A, o paranaense Henrique Basso tem dianteira relativamente confortável para a dupla composta por Wyllian Cezarotto e Natan Sperafico. Com 410,5 tentos, o líder tem 99 de vantagem para o duo, enquanto Gabriel Ymagawa vem em terceiro, com 300. Na sequência, aparece outra dupla, Evandro Maldonado/Roberto Bonato, com 286, na quarta posição, e Rafael Colombari a fechar o top-5 com 283,5. O goiano Ricardo Raimundo vai tentar conquistar o título da classe B em casa abrindo o fim de semana com 407,5 pontos, em diferença apertada para Lorenzo Massaro, que tem 389. Em alta no campeonato aparece Bruno Tanq, na terceira posição com 370,5. Dudu Moratelli, com 350, e Faruk Araújo, somando 344,5, completam a relação dos cinco melhores colocados na classe.
Outro paranaense, Guto Baldo, comanda a lista do campeonato na Sênior depois de cinco etapas. O piloto tem 283 pontos, contra 223 de Beto Pontes, 211,5 de Algacir Sermann e 204,5 do atual campeão da classe, o londrinense André Jacob. Luiz Cláudio Reis aparece em quinto, com 184,5.

Fim de semana de velocidade — O cronograma de atividades de pista em Goiânia começa na sexta-feira com a realização do shakedown e três treinos livres. O sábado traz oito corridas, sendo quatro para a TN PRO e duas para as classes A e B e Sênior e Elite. O domingo decisivo tem programação semelhante, com igual número de provas por categoria, e contempla também a visitação aos boxes.
O ingresso para acompanhar a etapa decisiva da Turismo Nacional na temporada será um quilo de alimento. Cada doação equivale a entrada em cada um dos dias de evento, e a troca será realizada nas bilheterias do Autódromo Internacional de Goiânia Ayrton Senna.
A Turismo Nacional tem transmissão ao vivo pelo canal oficial da categoria no YouTube, Catve e tem VT exibido pelo BandSports.

Programação do fim de semana em Goiânia
Sexta-feira, 2 de dezembro

08h00 – TN PRO – Shakedown
08h30 – A e B – Shakedown
09h00 – Super e Elite – Shakedown
09h30 – TN PRO – Treino Livre 1
10h10 – A e B – Treino Livre 1
10h50 – Super e Elite – Treino Livre 1
12h00 – TN PRO – Treino Livre 2
12h40 – A e B – Treino Livre 2
13h20 – Super e Elite – Treino Livre 2
14h00 – TN PRO – Treino Livre 3
14h40 – A e B – Treino Livre 3
15h20 – Super e Elite – Treino Livre 3

Sábado, 3 de dezembro
08h00 – TN PRO – Shakedown
08h20 – A e B – Shakedown
08h40 – Super e Elite – Shakedown
09h00 – TN PRO – Classificação – 5ª etapa
09h20 – A e B – Classificação
09h40 – Super e Elite – Classificação
10h20 – TN PRO – Corrida 1 – 5ª etapa (15 minutos + 1 volta)
10h45 – TN PRO – Corrida 2 – 5ª etapa (15 minutos + 1 volta)
11h35 – A e B – Corrida 1 (20 minutos)
12h30 – Super e Elite – Corrida 1 (20 minutos)
14h25 – TN PRO – Corrida 3 – 5ª etapa (15 minutos + 1 volta)
14h50 – TN PRO – Corrida 4 – 4ª etapa (15 minutos + 1 volta)
15h45 – A e B – Corrida 2 (20 minutos)
16h40 – Super e Elite – Corrida 2 (20 minutos)

Domingo, 4 de dezembro
08h00 – TN PRO – Classificação – 6ª etapa
09h45 – A e B – Corrida 3 (20 minutos)
10h40 – TN PRO – Corrida 1 – 6ª etapa (15 minutos + 1 volta)
11h05 – TN PRO – Corrida 2 – 6ª etapa (15 minutos + 1 volta)
11h55 – Super e Elite – Corrida 3 (20 minutos)
13h55 – A e B – Corrida 4 (20 minutos)
14h50 – TN PRO – Corrida 3 – 6ª etapa (15 minutos + 1 volta)
15h15 – TN PRO – Corrida 4 – 6ª etapa (15 minutos + 1 volta)
16h05 – Super e Elite – Corrida 4 (20 minutos)


Classificação do campeonato:
Categoria TN PRO
Pontos em jogo em Goiânia: 164

1º – Mathias de Valle, 324
2º – Juninho Berlanda, 239
3º – Marcelo Ditripa, 207
4º – Cezar Martins, 166
5º – Leo Rufino, 160
6º – Guilherme Sirtoli, 128
7º – Augusto de Freitas, 108
8º – Ernani Kuhn, 75
9º – Higor Hoffmann, 73
10º – Vinícius Bortolozo, 65
11º – Rodrigo Santos, 50
12º – Thiago Tambasco/Fabiano Cardoso, 50
13º – Leonardo Reis, 39
14º – Alberto Cattucci, 38
15º – Thiago Rizzo, 38
16º – Rafael Reis, 36
17º – Marcelo Karam, 0

Categoria Super
Pontos em jogo: 215
1º – Gustavo Magnabosco, 437 pontos
2º – Gustavo Mascarenhas, 377,5
3º – Fausto de Lucca, 372,5
4º – Wanderson de Freitas, 341,5
5º – Cesinha Bonilha, 305
6º – Leandro de Freitas, 301,5
7º – Rafael Barranco, 276
8º – Richard Heidrich, 198
9º – Rafael Lopes, 164
10º – Peter Ferter, 159,5
11º – Lamartine Pinotti, 154
12º – Luiz Carlos Ribeiro, 118
13º – Pablo Alves, 110,5
14º – Juninho Berlanda, 94
15º – Marcelo Ditripa, 68
16º – Fabiano Cardoso/Thiago Tambasco, 66
17º – Renato de Mendonça, 33
18º – Gabriel dos Santos, 31
19º – Geovane Ferreira, 30

Categoria Elite
Pontos em jogo: 215

1º – Fabrício Lançoni/Nilton Rossoni, 431,5
2º – Eduardo Pavelski, 415,5
3º – Davi Dal Pizzol, 358,5
4º – Gustavo Dal Pizzol, 292,5
5º – Willian Perillo, 270
6º – Marcelo Beux, 264,5
7º – Guilherme Sirtoli, 167
8º – Marcelo Andrade, 68
9º – Vitor Perillo, 46
10º – Carlos Alberto Fragoso, 10

Categoria A
Pontos em jogo: 215

1º – Henrique Basso, 410,5 pontos
2º – Wyllian Cezarotto/Natan Sperafico, 311,5
3º – Gabriel Ymagawa, 300
4º – Evandro Maladonado/Roberto Bonato, 286
5º – Rafael Colombari, 283,5
6º – Fernando Pessoa, 232
7º – Glauco Tavares, 230,5
8º – Guto Baldo, 229,5
9º – Juca Lisboa/Algacir Sermann, 218,5
10º – Ted Barbirato, 214
11º – Dorivaldo Gondra, 212,5
12º – Eduardo Bacarin, 181
13º – Ariel Barranco, 130
14º – Beto Pontes, 128
15º – André Jacob, 109,5
16º – Richard Heidrich (pai), 104
17º – Thiago Teixeira, 82
18º – Francisco Meirelles, 71
19º – Jorge Rohden, 67
20º – Marcelo Perillo, 55
21º – Gefferson de Lima, 48
22º – Miguel Laste, 46
23º – Sextillo Hans Jr., 32
24º – Gilberto Silveira, 28
25º – Toninho Carvalho, 27
26º – Webert França, 10
27º – Adriano Ventura, 10
28º – Duda Bana, 2
29º – Marcelo Andrade, 0

Categoria B
Pontos em jogo: 215

1º – Ricardo Raimundo, 407,5 pontos
2º – Lorenzo Massaro, 389
3º – Bruno Tanq, 370,5
4º – Dudu Moratelli, 350
5º – Faruk Araújo, 344,5
6º – Thiago Guinzelli, 255
7º – Jairo Andrade, 244,5
8º – Luiz Cláudio Reis, 227,5
9º – Everson Dias, 169
10º – Mathias de Valle, 116
11º – Arthur de Paula, 78,5
12º – Cido Morais, 72
13º – Célio Vinícius, 49
14º – Luiz Guilherme de Paula, 42
15º – Thiago Domingues, 38
16º – Rogério Cruzeiro, 37
17º – Thiago Godoy, 2
18º – Leonardo Seiffert, 0

Categoria Sênior
Pontos em jogo: 210
1º – Guto Baldo, 283
2º – Beto Pontes, 223
3º – Algacir Sermann, 211,5
4º – André Jacob, 204,5
5º – Luiz Cláudio Reis, 184,5
6º – Richard Heidrich (pai), 124
7º – Ariel Barranco, 123
8º – Everson Dias, 121
9º – Miguel Laste, 50
10º – Marcelo Perillo, 48
11º – Gilberto Silveira, 48
12º – Rogério Cruzeiro, 41

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Veja também

De contrato renovado, André Negrão tenta novo título pela Alpine no WEC

Brasileiro já realiza testes nesta quarta-feira, na pista de Portimão, Portugal O paulista…