Piloto de Campinas aproveitou para manter preparação para sua estreia na F4 FIA Argentina e levou troféus que homenagearam Marcus Ramaciotti e Ricardo Divila

João Pedro Maia e sua equipe comemoram as conquistas em Interlagos

O Autódromo de Interlagos recebeu no último final de semana diversas categorias para a disputa da 2ª etapa do Campeonato Paulista, que marcou a volta das atividades do automobilismo na capital do Estado, dentre elas a Fórmula Vee. Campeão no ano passado na categoria, o piloto João Pedro Maia (BPAM) aproveitou o momento para também voltar a competir e manter sua preparação para a estreia na Fórmula 4 FIA Argentina, suspensa em função da pandemia de Covid-19.

E a volta de João Pedro Maia foi em grande estilo, sem dar chances aos concorrentes. Em regime de rodada quádrupla, já que foram disputadas duas etapas duplas, a Fórmula Vee foi amplamente dominada pelo piloto campineiro desde os treinos, iniciados na quinta-feira (6). Na sexta-feira, após novamente ser o mais rápido no treino, Maia marcou a pole position para no sábado vencer as duas baterias.

João Pedro Maia, campeão sul-americano de kart em 2018, repetiu o ótimo desempenho no domingo e marcou a pole position mais uma vez. Nas duas provas, a exemplo do dia anterior disputadas junto com a Fórmula 1600, o atual campeão da Fórmula Vee foi novamente dominador, vencendo-as de ponta a ponta e com bela vantagem.

“Foi um final de semana fantástico, inesquecível. Eu estava com muita vontade de correr novamente, afinal fazia muito tempo que não tínhamos provas”, resumiu João Pedro Maia (BPAM). “Aproveitamos a Fórmula Vee, que eu conheço bem e onde aprendi muito, para voltar e também para me preparar para minha estreia na F4 FIA na Argentina. Tive um desempenho muito bom, comemoramos os melhores resultados possíveis, além de ter sempre conseguido andar entre os primeiros no grid geral, junto com alguns pilotos da Fórmula 1600”, destacou o piloto, que, mesmo sem ter corrido a primeira etapa, é o terceiro colocado na classificação do campeonato, apenas 10 pontos atrás do líder.

Aos 15 anos – ele completará 16 no final de 2020 –, João Pedro Maia levou para casa os troféus que homenagearam duas pessoas de extrema importância no automobilismo brasileiro, falecidos em abril. Ao vencer as duas provas do sábado, o piloto recebeu o Troféu Marcus Ramaciotti, diretor de prova da Federação de Automobilismo de São Paulo. E no domingo, ao repetir sua performance, Maia foi premiado com o Troféu Ricardo Divila, que homenageou o projetista e chefe de equipe da equipe brasileira Copersucar na Fórmula 1.

“É uma honra para mim ter em casa os troféus que homenageiam nomes que fizeram história em nosso esporte. Eles foram importantes dentro de suas áreas e receberam uma homenagem muito justa e merecida”, elogia João Pedro Maia.

Por  Erno Drehmer

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Veja também

Inscrições abertas para as 500 Milhas de Londrina

A tradicional prova de longa duração chega a sua 29ª edição e será disputada nos dias 20 e…