Paranaense de 15 anos, patrocinado pela Promax Bardahl, iniciou o mês de junho tendo seu primeiro contato na carreira com a categoria de carros de turismo

Pedro Aizza na GT Sprint Race (Divulgação)

O mês de junho começou com uma experiência mais do que especial para o piloto Pedro Aizza (Promax Bardahl/GM Motorsport/Thunder Technology). A convite da organização da GT Sprint Race, competição de turismo realizada desde 2012 no País, o paranaense de 15 anos treinou em um carro da categoria, no Autódromo Internacional de Curitiba (PR).

Apesar de não ter sido a primeira vez que Aizza pilotou em um autódromo, para o jovem atleta a sensação foi mais do que emocionante. “A melhor sensação que tive na minha vida. Lembro de entrar no carro tão nervoso, que deixei morrer duas vezes. O pessoal veio fazer os ajustes básicos, como o posicionamento do banco, e eu só pensava em entrar logo na pista e acelerar”, contou Pedro Aizza.

“Dirigir um carro de turismo, tão veloz como os da GT Sprint Race, em um autódromo, foi inesquecível. O carro ultrapassava 200 km/h. Eu tremia de tanta felicidade. Desde a primeira vez que acelerei, me apaixonei demais. Um carro forte, com aquele barulho alto do motor. É difícil até de descrever. Só tenho a agradecer ao Thiago Marques, responsável por comandar o campeonato, por ter me convidado”, finalizou Pedro Aizza.

Temporada atual – O ano de 2020 marca a estreia de Pedro Aizza na categoria Graduados do kart. Em janeiro, no Troféu Ayrton Senna, em Birigui (SP), o curitibano foi destaque, garantindo vaga no top qualify e um lugar no pódio na classificação final, contra pilotos mais experientes, quando havia sofrido uma lesão na região da costela, que o fez ficar 60 dias sem poder treinar. Em seguida, a pandemia do novo Coronavírus (Covid-19) alterou ainda mais a rotina do atleta e a preparação física passou a ser seu foco principal.

Pedro Aizza (Jackson Souza / Divulgação)

Já no final do mês de abril, os pilotos paranaenses receberam a boa notícia por parte da Federação Paranaense de Automobilismo (FPrA) de que poderiam voltar a treinar nos kartódromos do Estado, seguindo as orientações das autoridades de saúde dos municípios, do Estado e da União. Na volta, Aizza foi destaque no Kartódromo Raceland, em Pinhais (PR), treinando na Shifter, sempre entre os primeiros, após três anos sem andar nesta categoria.



Por Doro Jr. e Gustavo Coelho

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Veja também

Enzo Fittipaldi conquista primeiros pontos na Fórmula 3 após recuperar 20 posições

Piloto brasileiro foi o nono colocado na corrida deste domingo após ter que largar em 29º …