O domingo (8/3) foi de muito calor em Pinhais, durante as provas da primeira etapa do Campeonato Curitibano de Velocidade no Asfalto 2020, com bons “pegas” no Autódromo Internacional de Curitiba (AIC). A etapa foi disputada nas categorias Marcas “A” “B”, Turismo “A”, “B” e “C”, Clássicos (Força Livre), com organização e promoção da M & L Produções Artísticas Ltda, e supervisão da Federação Paranaense de Automobilismo (FPrA).

Formação do Grid das categorias Marcas A e B

– Grids de largada –

Durante os Treinos Classificatórios que definiram os grids de largada, os três primeiros por categoria foram: Marcas “A”: 1.º) Wanderlei Berlanda Jr (SC), 1min40s495; 2.º) Ruslan Carta Filho (PR), 1min40s669; 3.º) Duda Bana (PR), 1min41s012. Marcas “B”: 1.º) Nilton Rossoni Filho (PR), 1min41s010; 2.º) Rafael Balestrin (PR), 1min41s139; 3.º) Alexandre Bastos (SC), 1min41s491. Turismo “A”: 1.º) Andrei Carta/Ruslan Carta Filho (PR), 1min41s704; 2.º) Mário Broering (SC), 1min42s022; 3.º) José Pederneiras (PR), 1min42s163. Turismo “B”: 1.º) Marcelo Cancelli/Edson Dall Asta (PR), 1min42s693; 2.º) Maycon de Oliveira (PR), 1min43s023; 3.º) Elton Oliveira (PR), 1min43s192. Turismo “C”: 1.º) Roberto Bonato/Evandro Maldonado (PR), 1min43s788; 2.º) Christian Pampuch (PR), 1min44s526; 3.º) Rodrigo Tassi/Rafael Colombari (PR), 1min44s836. Clássicos Força Livre: 1.º) Armin Kliewer (PR), 1min35s372; 2.º) Richard Heidrich (PR), 1min35s982; 3.º) Anderson Andrade (SC), 1min37s149.

– Clássicos –

            A Primeira Prova das categorias Clássicos aconteceu às 17h30 do sábado, para 25 minutos, mais duas voltas de prova. O Omega de Richard Heidrich quebrou o motor durante o Treino Classificatório e não participou da primeira prova, mas amanhã vai participar da segunda corrida da categoria. Armin Kliewer largou na pole position e venceu de ponta a ponta a primeira corrida, sofrendo pressão somente nas primeiras voltas. Wanderlei Berlanda ficou as duas primeiras voltas em segundo lugar, depois perdeu a posição para Anderson Andrade, que chegou a liderar na décima volta, mas teve problemas e abandonou a corrida. Ao fim de 17 voltas, a vitória foi de Armin Kliewer, com o tempo total de 28min38s526, seguido de Wanderlei Berlanda, a 0s158, Maurício Gaudêncio, a 13s064, Alex Sandre Morais, a 1min34s487, e em quinto lugar Jorge Lorentz, a uma volta.

            A segunda prova dos Clássicos largou às 12 horas, com Armin Kliewer largando mais uma vez na pole position, mantendo a liderança por duas voltas, quando foi superado por Richard Heidrich, que largou da sétima e última posição, que assumiu a primeira posição e a manteve até a bandeirada final. O carro da dupla Jorge Lorentz/Bailo Neto abandonou a prova com oito voltas completadas. Após 18 voltas, a vitória foi de Richard Heidrich, com o tempo total de 28min52s928, tendo Armin Kliewer em segundo, a 0s429, Anderson Andrade em terceiro, a 38s126, Maurício Gaudêncio em quarto, a 1min19s774, e, Alex Sandre Morais em quinto, a 1min27s492. A volta mais rápida das provas disputadas foi de Rechard Heidrich, na 4.ª passagem da segunda corrida, com o tempo de 1min35s009, à média de 140,008 km/h.

– Turismo “B” –

            A categoria Terra Turismo teve primeira prova realizada às 9h15, com 29 participantes, para 30 minutos mais duas voltas. Marcelo Cancelli, que largou na pole position, manteve a liderança até a bandeirada final, deixando a briga pela segunda, terceira e quarta posições, entre Maycon de Oliveira, Elton de Oliveira e Sérgio Bucco. Fernando Zatta, Igor Waczyleski e Juliano Zatta abandonaram na quinta volta com problemas técnicos, mesma situação enfrentada por Felipe Baum, que abandonou na sexta volta, e, Evandro Athayde e Eduardo Moratelli abandonaram na sétima volta. Depois de 16 voltas, vitória de Marcelo Cancelli, com tempo total de 33min36s255, vindo a seguir Elton de Oliveira, a 0s609, Sérgio Bucco, a 2s963, Emerson Szwed, a 4s064, e, Marcelo Kroth, a 4s431.

            A segunda prova das categorias Terra também foi muito movimentada, indo à pista às 13h40, com boas disputas do início ao fim da corrida. Ezequiel Dall Asta largou na pole, mas foi superado na primeira volta por Elton de Oliveira, seguidos de perto por Emerson Szwed, Sérgio Bucco e Marcelo Kroth. Os carros de Luciano Fracaro, Evandro Athayde e Juliano Zatta se acidentaram na primeira corrida e não participaram da segunda prova. Sérgio Bucco abandonou na terceira volta após grave acidente e Edimarcos Caliari abandonou na oitava volta. Ao fim de 11 voltas, a vitória foi de Elton de Oliveira, com tempo total de 28min56s038, vindo a seguir Ezequiel Dall Asta, a 1s210, Maycon de Oliveira, a 2s110, Gustavo dos Santos, a 2s870, e, Nilton da Silva, a 3s618. Marcelo Cancelli marcou a volta mais rápida das provas disputadas, na 4.ª passagem da primeira corrida, com tempo de 1min41s888, à média de 130,555 km/h.

– Marcas “A” e “B” –

            A primeira prova das categorias Marcas “A” e “B”, com 21 participantes, teve largada às 10h10 deste domingo, realizando uma corrida muito disputada nas duas categorias. O pole position Wanderlei Berlanda Jr manteve a liderança na primeira volta, seguido de perto por Ruslan Carta Filho, Rafael Balestrin, Nilton Rossoni Filho, Gustavo Magnabosco e Brendon Gabardo. Karl Rauscher abandonou na primeira volta, Rodrigo Vieira na terceira, Alexandre Bastos na quinta, Gustavo Dal Pizzol na sétima, Duda Bana na oitava, Brendon Gabardo na décima, Gustavo Magnabosco na 12.ª e Nilton Rossoni Filho na 14.ª volta, todos com problemas técnicos e abandonaram a corrida. Depois de 18 voltas, a vitória na Geral e na Marcas “B” foi de Rafael Balestrin com tempo total de 35min33s078, seguido de Lúcio Seidel, a 9s308, Ozias da Silveira Jr, a 14s336, Geison Turek, a 20s025, e, Emerson Grochoski, a 20s093. Na Marcas “A” venceu Ruslan Carta Filho, com tempo total de 35min33s528, vindo a seguir Edson Bueno, a 3s116, Pierre Sabbagh, a 3s346, Ricardo Hilgenstieler, a 4s520, e, Rafael Bastos, a 5s985.

            Na segunda prova das categorias Marcas “A” e “B”, que aconteceu às 14h40 também muito disputada, com os pilotos dando show na “briga” por melhores posições na pista. Na largada, Rafael Balestrin que largou na pole manteve a liderança na primeira volta, seguido de Ruslan Carta Filho, Eduardo Pavelski, Ricardo Hilgenstieler e Pierre Sabbagh. Boa disputa entre Balestrin, Carta e Berlanda pela primeira posição. Antonio Carvalho e Nilton Rossoni Filho abandonaram na primeira volta, Gustavo Magnabosco na sexta, Eduardo Pavelski na sétima, Rafael Balestrin na 11.ª e Alexandre Bastos na 12.ª, também abandonaram. Após 20 voltas, a vitória foi de Ruslan Carta Filho na Geral e na Marcas “A”, com tempo total de 34min01s929, com Ricardo Hilgenstieler em segundo, a 7s625, Wanderlei Berlanda Jr em terceiro, a 7s909, Pierre Sabbagh em quarto, a 8s221, e, Rafael Bastos em quinto, a 13s856. Na Marcas “B” venceu Lúcio Seidel com tempo total de 34min33s577, seguido de Karl Rauscher, a 4s605, Ozias da Silveira Jr, a 28s849, Geison Turek, a 42s662, e, Emerson Grochoski, a uma volta. A volta mais rápida das duas provas realizadas foi de Wanderlei Berlanda Jr, na quarta passagem da primeira corrida, com o tempo de 1min39s906, à média de 133.145 km/h.

– Turismo “A” e “C”-

            Reunindo as categorias Terra Turismo “A” Turismo “C”, com 20 participantes, a primeira prova aconteceu às 11h05, para 30 minutos mais duas voltas. Andrei Carta que largou na pole position manteve a liderança na primeira volta, seguido de José Pederneiras, Mário Broering, Rafael Lupatini e Jorge Silva. Marcelo Oliveira Filho abandonou na primeira volta com problemas técnicos, mesma situação enfrentada por Rogério Marqueto, que abandonou na terceira volta. Depois de 18 voltas, vitória de Jorge Silva na Geral e na Turismo “A”, com tempo total de 34min03s234, vindo a seguir José Pederneiras, a 0s482, Mário Broering, a 5s246, Andrei Carta, a 13s027, e, Juliano Diener, a 37s506. E na Turismo “C”, vitória de Evandro Maldonado, com tempo de 34min56s820, seguido de Rodrigo Tassi, a 1s135, Arlei Tucholski, a 21s624, Gustavo Simão, a 25s816, e, Christian Pampuch, a 29s107.

            A segunda prova das categorias Turismo “A” e “C” também foi muito movimentada, indo à pista às 15h40, com boas disputas do início ao fim da corrida. Jorge Silva largou na pole e manteve a posição durante a primeira volta, seguido de perto por José Pederneiras, Mário Broering e Ruslan Carta Filho. A prova teve três líderes diferentes com Jorge Silva, Mário Broering e José Pederneiras se revezando na ponta. Alexandre Martins e Ruslan Carta Filho com problemas e abandonaram com uma volta. Rafael Lupatini e Cláudio Tucholski com cinco, Roberto Bonato com seis, Christian Pampuch com sete e Marcelo Cordeiro com nove voltas, também abandonaram a corrida. Ao fim de 17 voltas, nova vitória de José Pederneiras na Geral e na Turismo “A”, com tempo total de 34min50s300, vindo a seguir Diener Filho, a 6s277, Mário Broering, a 12s752, Jorge Silva, a 17s489, e, João Fugati, a 53s926. E na Turismo “C” a vitória foi de Rafael Colombari, com tempo de 35min01s761, seguido de Luiz Brambila, Marcelo Oliveira Filho, Gustavo Simão, e, Ralf Berger. Andrei Carta marcou a volta mais rápida das provas disputadas, na 19.ª passagem da primeira corrida, com tempo de 1min41s564, à média de 130,972 km/h.

A segunda etapa do Campeonato Curitibano de Velocidade 2020 está marcada para os dias 18 e 19 de abril, no AIC, válida também pela segunda etapa do Paranaense de Velocidade no Asfalto 2020.

 

MRT – Assessoria e Comunicação

(41) 99957-2908 – bisponeto@terra.com.br

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Veja também

Inscrições abertas para as 500 Milhas de Londrina

A tradicional prova de longa duração chega a sua 29ª edição e será disputada nos dias 20 e…