Reconhecida oficialmente pela FIA, competição oferece pontuação para a Superlicença

João Pedro Maia testou o carro da Fórmula 4 FIA Argentina (Divulgação)

Campeão sul-americano e sul-brasileiro de kart em 2018, João Pedro Maia (BPAM) dará nesta temporada seu terceiro “passo” no automobilismo. Depois de competir de kart nos primeiros anos de sua carreira e de disputar a Fórmula Vee em 2019, o paulista anunciou sua participação na Fórmula 4 FIA na Argentina em 2020.

Com status de categoria oficial da Federação Internacional de Automobilismo (FIA), a F4 FIA Argentina oferece custos mais baixos em relação a campeonatos de caráter semelhante. João Pedro Maia, que completará 16 anos apenas em dezembro, optou por correr no país vizinho em função de sua idade, dentre outros motivos.

“Não há porque eu permanecer na Fórmula Vee por mais um ano, então a F4 FIA Argentina é o caminho natural para evitar que eu ‘perca’ esta temporada, já que na Europa eu só poderia correr com 16 anos completos”, explica o piloto de Campinas (SP), campeão paulista e campeão da ECPA na Fórmula Vee em 2019, que correrá na Argentina aos 15 anos de idade graças a um acordo entre a Confederação Brasileira de Automobilismo (CBA) e o Automóvel Clube Argentino (ACA).

A proximidade geográfica com os “hermanos” e os custos menores em relação a viagens para a Europa, bem como em relação ao “pacote técnico” são outros fatores que influenciaram na decisão de João Pedro Maia em correr na Fórmula 4 FIA Argentina.

“Se compararmos com a França, os valores ficam em menos da metade”, revela João Pedro Maia (BPAM). “E na Itália e na Inglaterra os números em relação à Argentina são quase quatro vezes maiores”, continua o piloto, ganhador do Capacete de Ouro em 2019.

A Fórmula 4 FIA Argentina segue os mesmos padrões exigidos pela FIA para suas “irmãs” europeias, tanto em termos técnicos quanto em currículo, já que o peso de pontuação para a obtenção da Superlicença para a Fórmula 1 – claramente o objetivo de João Pedro Maia – é o mesmo.

A temporada 2020 da Fórmula 4 FIA Argentina terá oito etapas duplas, assim distribuídas:
1ª etapa – 24 e 25 de março
2ª etapa – 21 e 22 de abril
3ª etapa – 12 e 13 de maio
4ª etapa – 23 e 24 de junho
5ª etapa – 11 e 12 de agosto
6ª etapa – 8 e 9 de setembro
7ª etapa – 20 e 21 de outubro
8ª etapa – 17 e 18 de novembro

KG COM Assessoria de Comunicação – Erno Drehmer

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Veja também

Pedro Ferro e Thiago Camilo venceram na GT Sprint Race

Primeira rodada da Special Edition foi a estreia de Pedro na categoria O Autódromo Ayrton …