Principal Matérias Velocidade na Terra Rodrigo Matsumoto se prepara para a última etapa do Brasileiro de Rally Baja com esperança de pódio

Rodrigo Matsumoto se prepara para a última etapa do Brasileiro de Rally Baja com esperança de pódio

O piloto de Chapadão do Sul (MS) já garantiu o título na categoria UTV 4 a bordo de seu Can-Am Maverick X3

O Campeonato Brasileiro de Rally Baja 2023 se aproxima do momento decisivo para a maior parte das categorias e, com isso, crescem as expectativas de pilotos e suas equipes. É o caso de Rodrigo Schlatter Matsumoto (Cotton Racing/ Boreal PowerSports), campeão antecipado na categoria UTV 4. Ele vai com tudo e espera subir ao lugar mais alto do pódio também na etapa final da competição, o Rally Terra Verde, que acontece no próximo fim de semana, nos dias 2 e 3 de dezembro, em São Carlos (SP).

Considerado um novato nos ralis, o piloto natural de Chapadão do Sul (MS), chegou ao circuito pelas mãos do irmão, Conrado, também da equipe Cotton Racing/Boreal PowerSports e competidor da categoria UTV 2 no nacional de Baja. “Em 2022, comecei a competir por influência do meu irmão, que foi campeão em 2021, e agora estou aqui, na maior adrenalina, com meu primeiro título, de muitos, a bordo do meu Can-Am Maverick X3. Mas, mesmo com título antecipado, vou em busca do primeiro lugar. Quero aproveitar para testar meus limites, ficar bem classificado na geral e de olho nos competidores da próxima categoria que quero competir, a UTV 3”.

Rodrigo é PcD e compete com uma prótese de perna direita (tíbia). Completamente adaptado ao ambiente, afirma que as disputas se dão de igual para igual com os demais pilotos: “Essa condição não é um obstáculo para mim, tanto que me adaptei facilmente ao Maverick X3, sem a necessidade de fazer qualquer tipo de mudança. Consigo acelerar com a perna mecânica e frear com a perna esquerda naturalmente”.

O que um dia começou como diversão para a família e amigos, quando os Matsumoto resolveram comprar os primeiros UTVs na concessionária Can-Am de Campo Grande (MS), se tornou algo sério. Gostaram tanto que decidiram partir para as competições. E levam com afinco, tanto que estão se preparando para o Rally Sertões. Conrado em 2024 e Rodrigo em 2025, sempre com o apoio da Boreal Powersports que os acompanha há muitos anos.

“Essa família é muito especial para nós. É uma alegria poder vê-los vitoriosos carregando o nome da Boreal PowerSports por onde passam. Conrado em 2021 e agora o Rodrigo. Além do apoio, estaremos sempre na torcida pelos melhores resultados”, destaca Everton Holzhausen, gerente comercial da concessionária BRP.

Família Unida

Foi aos 4 anos de idade que Rodrigo sofreu o acidente na fazenda do avô, no qual teve a perna triturada por uma máquina. A história que poderia ser somente triste, não é. Ao contrário. “Convivo muito bem com essa questão. Além de competir, jogo tênis, faço academia, curto com meus filhos, tudo normal. O que me deixa muito feliz é que, com isso, acabo ajudando muita gente, incentivando. Mas gostaria de ajudar mais e tenho planos de me juntar a pessoas e empresas para ações nesse sentido”.

Além de Rodrigo e Conrado, quem está sempre nas competições é Ana Lúcia, mãe e a maior incentivadora de ambos os pilotos. Já a esposa e os três filhos de Rodrigo, quando não estão com ele nas competições, ficam em casa na torcida e dando todo apoio.

 

Texto por Christian Marxen e Erica Munhoz

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Veja também

Agora não é mais expectativa, é realidade: Bulldog Racing está de volta ao rally

Depois de sete anos longe dos ralis, chegou a hora de Flávio Lunardi e Fred Budtikevitz ac…