Principal Matérias Velocidade na Terra Chegou o momento de acelerar no 2° Rally Terra Verde

Chegou o momento de acelerar no 2° Rally Terra Verde

Percurso traçado na Fazenda Álamo, em São Carlos (SP), recebe as máquinas dos campeonatos brasileiros de Rally Baja e Cross-Country para prova que encerra a temporada 2023

Começou nesta sexta-feira (01) o 2º Rally Terra Verde (PhotoAction)

Chegou a hora do último desafio do ano, os motores vão roncar no 2º Rally Terra Verde – prova que também decide os campeonatos Brasileiro de Raly Baja CBM (motos e UTVs) e Brasileiro de Rally Cross-Country CBA (carros e UTVs). Ontem (quinta-feira, 30), os portões da Fazenda Álamo – na cidade de São Carlos, SP – foram abertos para as equipes de apoio e montagem dos boxes.

Hoje (sexta-feira, 01), a movimentação começou às 10h, com a abertura da secretaria de prova, seguida (às 14h), das vistorias técnicas dos veículos. A programação continua com shakedown e briefing geral.

Os motores serão oficialmente ligados no sábado (02). Às 8h, começa o prólogo que definirá a ordem de largada para a etapa. Feito isso, é hora de seguir para o trecho cronometrado de 120km, que testará pilotos e navegadores com muita navegação (mas muita navegação mesmo). Entre setores mais abertos e fechados, a variação de piso será outro ponto de atenção e capacidade de adaptação – pequenas partes de trial, areião, trechos sinuosos e outros bastante rápidos.

Começou nesta sexta-feira (01) o 2º Rally Terra Verde (PhotoAction)

No sábado, os inscritos no Cross-Country fazem duas vezes o percurso com o cronometrado aberto, e no fim do dia, os campeões já serão conhecidos. Mas as expectativas no Rally Terra Verde não são apenas de quem disputa o título do campeonato, mas também para quem retorna à modalidade, caso do piloto catarinense Flávio Lunardi.

Inscrito na categoria T1 FIA a bordo de uma Ranger V8, ele retoma a parceria com o amigo Fred Budtikevitz e a equipe Bulldog Racing após seis anos afastado dos ralis. E ele prefere não falar em reestreia, mas sim no primeiro passo de uma nova experiência. “Me ausentei por questões profissionais, pessoais e para a chegada dos meus filhos; agora consegui voltar ao que eu gosto de fazer. As expectativas são as melhores possíveis. O Rally Terra Verde será a oportunidade para conhecer o carro adquirido recentemente e encontrar o melhor acerto para, em 2024, fazer a temporada completa do Brasileiro. A ansiedade está a mil”, admite Lunardi.

Além disso, para alguns pilotos e navegadores, será uma das últimas oportunidades de preparação para o Dakar: casos de Gunter Hinkelmann / Fabrício Bianchini; Marcos Baumgart / Kléber Cincea, além de Bruno Varela.

Já quem briga pelos títulos nacionais no Baja, volta a acelerar no domingo, com mais uma passada pelo roteiro de 120km (totalizando 240km de disputa). Exceção feita a um piloto mineiro que resolveu, nos caminhos de São Carlos, viver seu fim de semana de Iron Man. Francine Rossi aparece inscrito tanto nas motos quanto nos UTVs, e não por engano.

Sobre duas rodas ele garantiu o título brasileiro de forma antecipada, mas quer fechar o ano invicto, o que já seria uma façanha. Depois de completar a passagem e cumprir o desafio referente a categoria, ele passa às quatro rodas, em que também se destaca nos UTVs. O piloto pretende fechar sua temporada acelerando por quase 500km – o dobro de todos os demais participantes do Rally Terra Verde.

2° Rally Terra Verde

São Carlos (SP)

Brasileiro de Rally Baja (CBM) e Cross-Country (CBA) 

Programação 

02/12 – Sábado

8h – Prólogo UTVs

9h30 – Largada primeira moto na especial

10h20 – Largada primeiro UTV na especial

12h – Previsão de largada primeiro carro na 1a. especial (120km)

15h – Previsão de largada primeiro carro na 2a. especial (120km)

 

03/12 – Domingo

8h – Largada primeira moto na especial

8h50 – Largada primeiro UTV na especial

13h – Cerimônia de encerramento e premiação

O 2º Rally Terra Verde é uma realização da Rallymakers com apoio da Prefeitura Municipal de São Carlos e Secretaria de Esportes e Cultura de São Carlos, Cotton Racing e Garage de France. Supervisão: CBM, CBA, FPM e FASP

 

Jornalista / Assessoria de imprensa

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Veja também

Agora não é mais expectativa, é realidade: Bulldog Racing está de volta ao rally

Depois de sete anos longe dos ralis, chegou a hora de Flávio Lunardi e Fred Budtikevitz ac…