Principal Matérias Velocidade no Asfalto Sob “calor equatorial”, vitórias de Casagrande e Átila Abreu no Velopark

Sob “calor equatorial”, vitórias de Casagrande e Átila Abreu no Velopark

Campeão de 2021 ressurge para assumir a ponta da classificação geral na etapa gaúcha da Stock Car

Juventude: os três pilotos no pódio da Corrida 1 têm menos de 30 anos (Duda Bairros/Stock Car)

A Stock Car Pro Series promoveu uma etapa verdadeiramente quente neste domingo (17) no Autódromo Internacional do Velopark. No traçado de 2.278 metros de Nova Santa Rita (RS), Gabriel Casagrande consolidou a forte campanha iniciada desde a última sexta-feira em solo gaúcho. Pole position, o dono do título de 2021 não deu chances aos adversários e cravou a vitória na Corrida 1 debaixo de 35ºC de temperatura ambiente, com sensação térmica de 39 graus. Com o sétimo lugar na segunda prova do dia, o piloto do Chevrolet Cruze #83 da A.Mattheis Vogel tornou-se também o maior pontuador do fim de semana (com 46 pontos) e retomou a liderança do campeonato. Já a segunda prova do domingo teve a vitória de Átila Abreu (Pole Motorsport), que superou Rubens Barrichello (Mobil Ale) no pit-stop e segurou a forte pressão de Ricardo Zonta (RCM Motorsport) nas voltas finais.

Casagrande conquistou sua segunda vitória na temporada e o nono triunfo na Stock Car, em resultado muito importante em sua jornada rumo ao bicampeonato. Quem também viveu um grande domingo no Velopark foi Felipe Fraga (Blau Motorsport), que lutou pela vitória até o fim e finalizou em segundo, marcando assim seu quarto pódio em 2023.

Resultados da oitava etapa mexeram com os rumos do campeonato (Duda Bairros/Stock Car)

O top-3 na Corrida 1 foi completado por um combativo Gianluca Petecof (Full Time Sports), que saiu da sétima colocação no grid para cruzar a linha de chegada em terceiro. Guilherme Salas (KTF) garantiu o quarto lugar depois de duelar com Petecof na fase final da corrida e foi seguido por Rodrigo Baptista (KTF), que marcou seu melhor resultado do ano. Com boa performance após ter o carro reconstruído de sexta-feira para sábado após forte acidente, Ricardo Maurício (Eurofarma RC) foi o sexto, terminando à frente de Átila Abreu.

Após ter largado em 17º, Rubens Barrichello foi o oitavo, enquanto Lucas Foresti (A.Mattheis Vogel) e Daniel Serra (Eurofarma RC) fecharam a lista dos dez melhores posicionados.

Se a primeira corrida da etapa já havia alçado Casagrande de volta à liderança, a segunda prova consolidou de vez sua colocação. Isso porque o então ponteiro da tabela, Daniel Serra — que largaria em décimo —, enfrentou um problema no carro (o motor entrou em modo de segurança devido ao calor excessivo) antes mesmo da largada e teve de abandonar. Foi uma corrida bastante movimentada, com diversas estratégias, escapadas e várias batalhas por posição.

Gabriel Casagrande (#83) partiu da pole position para vencer neste domingo (Marcelo Machado de Melo/Stock Car)

Em pit-stop que se provou decisivo, Átila Abreu pulou na frente de Rubens Barrichello, depois suportou forte pressão de Ricardo Zonta e venceu pela segunda vez na temporada e a 19ª na Stock Car. Zonta foi o segundo depois de ter largado em 15º e Rubinho completou um pódio cheio de experiência na Stock Car. Gianluca Petecof garantiu outro bom resultado no fim de semana e foi o quarto colocado, seguido de novo por Guilherme Salas. Maurício repetiu a sexta colocação, à frente de Gabriel Casagrande. Nelson Piquet Jr (Crown Racing), Felipe Fraga e Rodrigo Baptista vieram na sequência.

“Clima complicado” — Exaustos depois de mais de uma hora dentro do carro diante de fortíssimo calor, Casagrande e Átila comemoraram um domingo vitorioso em Nova Santa Rita. Gabriel ressaltou o fim de semana bem-sucedido na pista e nos rumos do campeonato.

Gremista, Gabriel Casagrande brilhou no fim de semana na pista gaúcha (Duda Bairros/Stock Car)

“Foi um fim de semana muito complicado em razão do clima. Sofremos muito dentro do carro, e o carro sofreu bastante também, mas nada que não estivéssemos preparados. Pole position ontem, vitória hoje, repetindo nossa campanha do ano passado, e agora saímos daqui novamente na liderança do campeonato, com mais de 20 pontos de diferença para o segundo colocado. Estou numa condição muito boa entrando no último terço da competição, e vamos em busca do bicampeonato”, afirmou Casagrande.

Átila Abreu destacou a forma como conseguiu finalizar a corrida mesmo com temperatura ambiente muito acima da média no Rio Grande do Sul e frisou o momento decisivo que o levou à vitória neste domingo, repetindo o triunfo de Goiânia na Corrida 600 da Stock Car, há três semanas.

“O calor aqui foi fora de série. Acho que nunca havia corrido em uma pista tão quente. E o Velopark é um traçado muito travado, o ar circula menos dentro do carro, então sofremos ainda mais com o calor. Mas estou muito feliz com meu condicionamento e, mesmo cansado, faria mais uma corrida [risos]”, comentou.

Átila Abreu levou a melhor na Corrida 2 da etapa do Velopark (Duda Bairros/Stock Car)

“A etapa se desenhou de modo que deu para mudar a estratégia na primeira corrida. Abasteci um pouquinho mais, e esses litros a mais que entraram me deram vantagem na Corrida 2 e pude voltar na frente [após o pit-stop]. Tinha ritmo muito bom, consegui abrir do Rubinho, sobrou push e estava rápido. Feliz que deu para segurar o Zonta, um piloto fantástico, meu antigo companheiro de equipe. Agora é comemorar”, concluiu o dono do Chevrolet Cruze #51.

Gabriel vira o jogo — A dianteira do campeonato mudou de mãos pela sexta vez nesta incrível e imprevisível temporada 2023. Casagrande chegou ao Velopark com oito pontos de desvantagem para a liderança, então ocupada por Daniel Serra, e saiu do circuito gaúcho com 21 tentos de frente para o segundo colocado.

O campeão de 2021 tem agora soma agora 217 pontos. ‘Comendo pelas beiradas’ e somando pontos importantes a cada etapa, Rubens Barrichello vai repetindo a caminhada que o levou ao bicampeonato do ano passado. O paulista está em segundo, com 196, dois pontos a mais que outro ex-Fórmula 1, Ricardo Zonta, em notável ascensão na temporada. O prejuízo de Serrinha foi grande no Velopark, e o tricampeão caiu da liderança para o quarto lugar, a 27 pontos da liderança.

Nova Santa Rita (RS) entregou uma etapa verdadeiramente quente neste domingo (Duda Bairros/Stock Car)

Thiago Camilo agora está em quinto, com 180, enquanto Rafael Suzuki (Pole Motorsport) se mantém na sexta posição, com 172. Em bela fase, Gianluca Petecof subiu mais duas posições na tabela e ocupa o sétimo posto, com Felipe Fraga regressando ao top-10, em oitavo. Cesar Ramos é o nono melhor colocado, e Guilherme Salas complementa a relação dos dez primeiros.

A Stock Car Pro Series volta a acelerar em três semanas, para a nona etapa, que marca o regresso da categoria Buenos Aires, capital da Argentina, depois de seis anos. A rodada está marcada para os dias 7 e 8 de outubro no Autódromo Oscar y Juan Galvez.

Stock Car Pro Series, etapa 8, Velopark
Corrida 1

1º – Gabriel Casagrande (A.Mattheis-Vogel/Chevrolet Cruze), 32 voltas em 31min44s413
2º – Felipe Fraga (Blau Motorsport/Chevrolet Cruze), a 2s739
3º – Gianluca Petecof (Full Time Sports/Toyota Corolla), a 5s626
4º – Guilherme Salas (KTF Racing/Chevrolet Cruze), a 7s775
5º – Rodrigo Baptista (KTF Sports/Chevrolet Cruze), a 12s195
6º – Ricardo Maurício (Eurofarma RC/Chevrolet Cruze), a 13s992
7º – Átila Abre (Pole Motorsport/Chevrolet Cruze), a 14s616
8º – Rubens Barrichello (Mobil Ale/Toyota Corolla), a 15s615
9º – Lucas Foresti (A.Mattheis-Vogel/Chevrolet Cruze), a 15s871
10º – Daniel Serra (Eurofarma RC/Chevrolet Cruze), a 16s897
11º – Thiago Camilo (Ipiranga Racing/Toyota Corolla), a 18s831
12º – Rafael Suzuki (Pole Motorsport/Chevrolet Cruze), a 20s946
13º – Cacá Bueno (KTF Sports/Chevrolet Cruze), a 22s356
14º – Felipe Baptista (KTF Racing/Chevrolet Cruze), a 22s739
15º – Ricardo Zonta (RCM Motorsport/Toyota Corolla), a 26s261
16º – Sergio Jimenez (Scuderia Chiarelli/Toyota Corolla), a 29s206
17º – Felipe Massa (Lubrax Podium/Chevrolet Cruze), a 29s757
18º – Tony Kanaan (Texaco Racing/Toyota Corolla), a 35s178
19º – Nelson Piquet Jr. (Crown Racing/Toyota Corolla), a 36s177
20º – Dudu Barrichello (Mobil Ale /Toyota Corolla), a 44s516
21º – Allam Khodair (Blau Motorsport/Chevrolet Cruze), a 2 voltas
22º – Lucas Kohl (Hot Car Competições/Chevrolet Cruze), a 2 voltas
23º – Marcos Gomes (Cavaleiro Sports/Chevrolet Cruze), a 2 voltas
24º – Enzo Elias (Crown Racing/Toyota Corolla), a 6 voltas

Experiência: top-3 da Corrida 2 com Átila entre Zonta e Rubens Barrichello (Duda Bairros/Stock Car)

Não completaram
Julio Campos (Lubrax Podium/Chevrolet Cruze), a 18 voltas
Gaetano Di Mauro (Hot Car Competições/Chevrolet Cruze), a 18 voltas
Cesar Ramos (Ipiranga Racing/Toyota Corolla), a 20 voltas
Bruno Baptista (RCM Motorsport/Toyota Corolla), a 25 voltas
Denis Navarro (Cavaleiro Sports/Chevrolet Cruze), a 27 voltas

Corrida 2
1º – Átila Abreu (Pole Motorsport/Chevrolet Cruze), 27 voltas em 31min07s535
2º – Ricardo Zonta (RCM Motorsport/Toyota Corolla), a 0s970
3º – Rubens Barrichello (Mobil Ale/Toyota Corolla), a 1s919
4º – Gianluca Petecof (Full Time Sports/Toyota Corolla), a 4s139
5º – Guilherme Salas (KTF Racing/Chevrolet Cruze), a 5s193
6º – Ricardo Maurício (Eurofarma RC/Chevrolet Cruze), a 7s211
7º – Gabriel Casagrande (A.Mattheis-Vogel/Chevrolet Cruze), a 7s372
8º – Nelson Piquet Jr. (Crown Racing/Toyota Corolla), a 7s773
9º – Felipe Fraga (Blau Motorsport/Chevrolet Cruze), a 8s630
10º – Rodrigo Baptista (KTF Sports/Chevrolet Cruze), a 9s083
11º – Cacá Bueno (KTF Sports/Chevrolet Cruze), a 9s740
12º – Julio Campos (Lubrax Podium/Chevrolet Cruze), a 9s790
13º – Denis Navarro (Cavaleiro Sports/Chevrolet Cruze), a 10s850
14º – Enzo Elias (Crown Racing/Toyota Corolla), a 11s996
15º – Felipe Baptista (KTF Racing/Chevrolet Cruze), a 13s833
16º – Cesar Ramos (Ipiranga Racing/Toyota Corolla), a 14s081
17º – Rafael Suzuki (Pole Motorsport/Chevrolet Cruze), a 14s944
18º – Sergio Jimenez (Scuderia Chiarelli/Toyota Corolla), a 26s924
19º – Thiago Camilo (Ipiranga Racing/Toyota Corolla), a 36s181
20º – Lucas Kohl (Hot Car Competições/Chevrolet Cruze), a 1 volta
21º – Lucas Foresti (A.Mattheis-Vogel/Chevrolet Cruze), a 1 volta
22º – Marcos Gomes (Cavaleiro Sports/Chevrolet Cruze), a 3 voltas

Calor de 35ºC levou os pilotos ao limite neste domingo no Rio Grande do Sul (Duda Bairros/Stock Car)

Não completaram
Gaetano Di Mauro (Hot Car Competições/Chevrolet Cruze), a 10 voltas
Tony Kanaan (Texaco Racing/Toyota Corolla), a 10 voltas
Allam Khodair (Blau Motorsport/Chevrolet Cruze), a 11 voltas
Dudu Barrichello (Mobil Ale /Toyota Corolla), a 19 voltas
Felipe Massa (Lubrax Podium/Chevrolet Cruze), a 23 voltas
Bruno Baptista (RCM Motorsport/Toyota Corolla), a 27 voltas
Daniel Serra (Eurofarma RC/Chevrolet Cruze), não largou

Classificação do campeonato após oito etapas:
1º – Gabriel Casagrande, 217 pontos
2º – Rubens Barrichello, 196
3º – Ricardo Zonta, 194
4º – Daniel Serra, 190
5º – Thiago Camilo, 180
6º – Rafael Suzuki, 172
7º – Gianluca Petecof, 164
8º – Felipe Fraga, 160
9º – Cesar Ramos, 158
10º – Guilherme Salas, 155
11º – Felipe Baptista, 140
12º – Nelson Piquet Jr., 139
13º – Ricardo Maurício, 129
14º – Matías Rossi, 121
15º – Átila Abreu, 116
16º – Lucas Foresti, 114
17º – Gaetano Di Mauro, 107
18º – Bruno Baptista, 105
19º – Felipe Massa, 98
20º – Allam Khodair, 94
21º – Cacá Bueno, 93
22º – Julio Campos, 88
23º – Denis Navarro, 81
24º – Dudu Barrichello, 79
25º – Marcos Gomes, 77
26º – Sergio Jimenez, 58
27º – Rodrigo Baptista, 48
28º – Enzo Elias, 46
29º – Lucas Kohl, 38
30º – Tony Kanaan, 20
31º – Arthur Leist, 9
32º – Rafael Martins, 6
33º – Antônio Junqueira, 4
34º – Raphael Teixeira, 4
35º – Diego Nunes, 2
*pontuação extraoficial

Grid da Stock Car para 2024 tem vaga garantida para o futuro campeão da Series (Duda Bairros/Stock Car)

Calendário da temporada 2023
Etapa / Data / Local
9ª – 08/10 – Buenos Aires (Argentina)
10ª – 29/10 – Velocitta (SP)
11ª – 26/11 – Brasília (DF)
12ª – 17/12 – Interlagos (SP)

 

Texto por Rodolpho Siqueira / Fernando Silva / Bruno Vicaria

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Veja também

Brasil tem oito vitórias por categoria em Le Mans

Mas nunca triunfou na classificação geral, embora tenha chegado perto oito vezes desde a e…