Principal Matérias Motovelocidade Honda Racing representa o Brasil e confirma a participação da 1ª mulher brasileira no International Six Days Enduro

Honda Racing representa o Brasil e confirma a participação da 1ª mulher brasileira no International Six Days Enduro

Bruno Crivilin, Vinicius Calafati e Rômulo Bottrel integram a Seleção Brasileira no principal evento da modalidade, enquanto Bárbara Neves faz história e também busca título latino-americano

Bárbara Neves, da equipe Honda Racing, é a primeira brasileira confirmada no tradicional International Six Days Enduro. Crédito: Ney Evangelista/Mundo Press

São Paulo (SP) – A Honda Racing anunciou novidades importantes para a edição 2023 do International Six Days Enduro (ISDE), principal evento do calendário da modalidade. A equipe terá três pilotos na Seleção Brasileira que acaba de ser convocada para a competição, entre os dias 6 e 11 de novembro, na Argentina: Bruno Crivilin, Vinicius Calafati e Rômulo Bottrel. Além disso, Bárbara Neves é a primeira brasileira da história confirmada na tradicional prova, que esse ano sediará o Campeonato Latino-Americano Feminino – no qual a pilota busca o terceiro título.

Com 110 anos de história, o International Six Days Enduro é a competição mais antiga no calendário da Federação Internacional de Motociclismo (FIM). O desafio inclui seis dias de disputas e, para a edição 2023, em San Juan, são esperados pilotos de mais de 30 países dos cinco continentes. Esta será a quinta vez que o ISDE é realizado na América do Sul, a segunda na Argentina.

A ida dos pilotos Honda conta com o incentivo da empresa, que é a principal patrocinadora do motociclismo no Brasil há 45 anos. Para Marcelo Langrafe, Diretor Comercial da Honda, o evento traz oportunidades ímpares para os brasileiros. “O ISDE reúne seleções e pilotos que formam a elite mundial do Enduro e do off-road. É uma grande satisfação para a Honda poder incentivar a evolução dos nossos pilotos por meio do intercâmbio com os estrangeiros, e ainda teremos a chance de fazer história entre os melhores do mundo. Esta história já começou a ser escrita, com a confirmação da primeira brasileira, a Bárbara Neves”, reforça Langrafe.

A Seleção Brasileira chega forte para a competição. O capixaba Crivilin possui 10 títulos nacionais e, desde 2020, é o único representante brasileiro no Campeonato Mundial de Enduro. O paulista Calafati e o mineiro Bottrel, com oito e cinco títulos brasileiros nos currículos, respectivamente, também são competidores experientes. O time fica completo com o capixaba Patrik Capila, tetracampeão brasileiro da modalidade. Bárbara Neves, tetracampeã brasileira feminina, ainda estará de olho em seu terceiro título latino-americano entre as mulheres.

A delegação nacional tem o comando de Fernando Silvestre, que atua como chefe de equipe da Honda Racing de Enduro no Brasil. “É uma honra poder colaborar com a Seleção Brasileira de Enduro no Six Days. Esse é o time mais forte que já tivemos, todos são atletas muito dedicados. Outro grande feito foi ter a Bárbara Neves, primeira mulher brasileira confirmada nesse evento, que é o ápice do motociclismo off-road”, conclui.

Confira as expectativas dos pilotos Honda para o International Six Days Enduro (ISDE) 2023:

Bruno Crivilin (competirá com a motocicleta Honda CRF 250RX) – “O Six Days representa os Jogos Olímpicos do Enduro, da moto, da nossa modalidade, e ser escolhido como um dos pilotos mais rápidos do Brasil para fazer parte da Seleção é muito gratificante. Será a minha quinta vez no evento e conheço bem o nível técnico dos pilotos, porque a maioria corre no Mundial. O principal objetivo é ter um resultado expressivo para o Brasil, como Seleção, e depois olhar o meu resultado individual (há premiação individual paralela às disputas por equipes). Agradeço demais a Honda nos incentivar e acreditar que podemos fazer um resultado histórico para o Brasil”.

Vinícius Calafati (Honda CRF 250RX) – “O Six Days é muito importante para o desenvolvimento do nosso esporte no Brasil, competir com atletas de outras nacionalidades. Representar o país é sempre um prazer enorme. O evento, para mim, era um sonho de criança. Tive a felicidade de competir na Itália em 2021, repetimos o melhor resultado do Brasil lá, o oitavo lugar, e o objetivo agora é ajudar a Seleção a conquistar um resultado histórico. O incentivo da Honda é importante demais nesse projeto, sem a empresa nada disso seria possível”.

Rômulo Bottrel (Honda CRF 450RX) – “O Six Days, para um piloto de enduro, é como a Copa do Mundo. É motivo de muito orgulho poder levar a bandeira do nosso país. Pude participar do evento em 2017, na França, quando fizemos o oitavo lugar, e acredito que o Brasil tenha o melhor time de todos os tempos esse ano. Dos quatro pilotos da Seleção Brasileira, três são da Honda Racing, então a nossa equipe tem uma parte muito importante no projeto”.

Bárbara Neves (Honda CRF 250RX) – “Fui a primeira mulher a entrar na equipe oficial Honda Racing Brasil, em 2019, isso já foi um feito incrível. Conquistamos um espaço muito importante no esporte nesse período e, a cada ano, vamos evoluindo. Houve a oportunidade do Latino-Americano ser junto com o Six Days, vou buscar o tricampeonato latino-americano e eu sou a primeira brasileira confirmada na história Six Days, o que é um grande privilégio. Estou me dedicando bastante, buscando evoluir a minha pilotagem. Representar o Brasil é uma responsabilidade muito grande e gratificante ao mesmo tempo”.

 

Jornalista responsável: Ângela Monteiro

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Veja também

Honda Racing defende liderança do SuperBike Brasil em Interlagos

Eric Granado quer ampliar vantagem na SuperBike Pro, com João Carneiro e Guilherme Brito d…