Principal Matérias Velocidade no Asfalto Velopark entrega corridas insanas e vencedor inédito na Stock Car

Velopark entrega corridas insanas e vencedor inédito na Stock Car

Gaetano Di Mauro venceu pela primeira vez na Stock Car, enquanto Bruno Baptista faturou a Corrida 2 em domingo de fortes emoções no RS

Bruno Baptista superou Matías Rossi em duelo empolgante nas voltas finais (Duda Bairros/Stock Car)

O fim de semana da rodada dupla no Autódromo Velopark foi concluído com um domingo (3) memorável na Stock Car Pro Series. O frio e a forte chuva que desabou desde o começo da manhã mexeram com o destino dos pilotos desde a classificação e entregou duas corridas verdadeiramente malucas e carregadas de emoção da largada à bandeirada. Dois dias após completar 25 anos, Gaetano Di Mauro, com Chevrolet Cruze da KTF Sports, triunfou pela primeira vez na Stock Car ao cruzar a linha de chegada na frente na Corrida 1, enquanto Bruno Baptista, com Toyota Corolla da RCM Motorsport, segurou a pressão do argentino Matías Rossi (Corolla da A.Mattheis/Vogel) — em ótima fase, com três pódios no Velopark — para conquistar sua terceira vitória na categoria.
Um dia depois de Gabriel Casagrande (Cruze da A.Mattheis/Vogel) abrir 18 pontos na liderança do campeonato, o jogo virou novamente em favor de Daniel Serra (Cruze da Eurofarma-RC). Enquanto o atual campeão sofreu um duro revés e abandonou as duas corridas do domingo, o tricampeão somou pontos importantes com o quarto lugar na Corrida 1 e o 11º na segunda prova da tarde. Desta forma, Serrinha encerrou a primeira metade da temporada como líder e soma agora 185 pontos, 12 a mais que Casagrande.
“É um sentimento bom por estar de volta à liderança. A corrida foi muito maluca, com momentos em que estávamos mal e outros em que estivemos bem e conseguimos voltar para a estratégia. Infelizmente, era para ter marcado mais pontos na Corrida 2, sofri um toque e caí de quarto para 13º. Salvamos pontos e voltamos à liderança”, declarou o líder do campeonato.

Corrida 1: azar de Gomes e primeira vitória de Gaetano — A primeira prova do domingo começou com a pista bastante úmida no Velopark e com enorme falta de sorte para Marcos Gomes (Cruze da Cavaleiro Sports). O pole-position viu pelos ares a chance de lutar pela vitória por conta da quebra da bomba de óleo na primeira curva da primeira volta.
Daí em diante, a prova se desenhou verdadeiramente imprevisível, com muitos incidentes e disputas acirradas o tempo todo. Felipe Baptista assumiu a ponta e andou em boa parte da corrida na frente, mas foi um dos muitos pilotos que escaparam diante das condições difíceis em razão do asfalto úmido, o que proporcionou também várias mudanças na liderança. Felipe Massa (Cruze da Lubrax Podium), por exemplo, sofreu uma quebra quando estava na busca pela liderança e fazia sua melhor prova na categoria. Por sua vez, Gaetano Di Mauro escapou ileso com uma jornada irretocável e conquistou sua primeira vitória na Stock Car.
César Ramos, com Corolla da Ipiranga Racing, foi o segundo colocado, enquanto Matías Rossi faturou mais um pódio e se garantiu em terceiro com Toyota Corolla. Daniel Serra terminou em quarto, seguido por Felipe Lapenna e Bruno Baptista. Rafael Suzuki terminou em sétimo, à frente de Ricardo Maurício, Ricardo Zonta e Galid Osman, que completou o top-10 e com isso obteve a primeira posição do grid da Corrida 2 na inversão do grid. Após disputa por posição com Ricardo Maurício, Lucas Foresti ficou com o carro todo avariado, mas ainda assim conseguiu cruzar a linha de chegada. Mais tarde, Maurício foi desclassificado por conta da ocorrência, enquanto Zonta sofreu a mesma sanção em decorrência de abastecimento antes da abertura de box para o procedimento obrigatório.

Gaetano Di Mauro ao lado de César Ramos e Matías Rossi no pódio da Corrida 1 (Duda Bairros/Stock Car)

Duelo nas voltas finais é cereja do bolo de Corrida 2 agitada — Se a primeira prova da etapa dominical já foi imprevisível, a disputa que completou o fim de semana da Stock Car no Velopark foi ainda mais insana. Com um Cruze da Pole Motorsport, Galid puxou a fila da corrida, seguido por Zonta e Maurício em segundo e terceiro, respectivamente. Mas o vencedor seria aquele que largou um pouco mais atrás, em quarto.
Em razão dos incidentes em disputas por posição e escapadas de pista, a prova teve quatro intervenções do safety-car, o que contribuiu para que pilotos e equipes tentassem estratégias distintas. Tony Kanaan e Felipe Baptista, Galid Osman e Ricardo Zonta, Felipe Lapenna e Julio Campos, Campos e Daniel Serra, César Ramos e Rubens Barrichello, Thiago Camilo e Gianluca Petecof se enroscaram, enquanto Ricardo Maurício parou com problemas no carro. Campos foi punido com o acréscimo de 20s no seu tempo de volta, assim como Lapenna, e Kanaan foi desclassificado.
No fim das contas, Bruno Baptista assumiu a liderança após as paradas obrigatórias, mas foi muito pressionado por Matías Rossi, que fez a ultrapassagem no fim da volta 19. Mas o piloto da RCM Motorsport respondeu ao acionar o push-to-pass e abriu vantagem. Naquele momento, Denis Navarro era o terceiro, com Gaetano di Mauro em quarto e Galid Osman em quinto.
Houve ainda uma última intervenção do safety-car, com três minutos para o fim da corrida. A bandeira verde tremulou com tempo para a volta final. Matías Rossi tentou dar o bote em cima de Bruno Baptista, que resistiu para vencer pela terceira vez na Stock Car e a primeira na temporada 2022. O argentino marcou seu terceiro pódio em quatro provas no fim de semana e Navarro confirmou o terceiro lugar. Di Mauro, maior pontuador da etapa com 48 tentos, foi o quarto, seguido por Galid Osman e Guilherme Salas. Rafael Suzuki foi o sétimo e, na esteira das punições anunciadas, Sergio Jimenez garantiu o oitavo lugar, à frente de Nelsinho Piquet e Rubens Barrichello, o décimo.

Ainda com resultados extraoficiais, confira os resultados das duas provas deste domingo no Velopark:

Stock Car, 6ª etapa, Velopark, Corrida 1:
1º – Gaetano Di Mauro (KTF Sports/Chevrolet Cruze), 24 voltas, 31min16s468
2º – César Ramos (Ipiranga Racing/Toyota Corolla), a 3s435
3º – Matías Rossi (A.Mattheis-Vogel/Toyota Corolla), a 6s301
4º – Daniel Serra (Eurofarma RC/Chevrolet Cruze), a 7s154
5º – Felipe Lapenna (Hot Car Competições/Chevrolet Cruze), a 8s209
6º – Bruno Baptista (RCM Motorsport/Toyota Corolla), a 9s425
7º – Rafael Suzuki (Full Time Bassani/Toyota Corolla), a 14s992
8º – Galid Osman (Shell V-Power/Chevrolet Cruze), a 16s583
9º – Lucas Foresti (KTF Sports/Chevrolet Cruze), a 21s018
10º – Cacá Bueno (Crown Racing/Chevrolet Cruze), a 16s676
11º – Sergio Jimenez (Scuderia Chiarelli/Toyota Corolla), a 21s059
12º – Tuca Antoniazi (Hot Car Competições/Chevrolet Cruze), a 34s000
13º – Denis Navarro (Cavaleiro Sports/Chevrolet Cruze), a 34s798
14º – Rubens Barrichello (Full Time Sports/Toyota Corolla), a 46s866
15º – Julio Campos (Lubrax Podium/Chevrolet Cruze), a 49s522
16º – Gianluca Petecof (Full Time Sports/Toyota Corolla), a 49s600
17º – Thiago Camilo (Ipiranga Racing/Toyota Corolla), a 1 volta
18º – Guilherme Salas (KTF Racing/Chevrolet Cruze), a 1 volta
19º – Gabriel Robe (RKL Competições/Chevrolet Cruze), a 1 volta
20º – Tony Kanaan (Full Time Bassani/Toyota Corolla), a 1 volta
21º – Átila Abreu (Shell V-Power/Chevrolet Cruze), a 1 volta
22º – Rodrigo Baptista (Crown Racing/Chevrolet Cruze), a 1 volta
23º – Beto Monteiro (Scuderia Chiarelli/Toyota Corolla), a 1 volta
24º – Felipe Baptista (KTF Racing/Chevrolet Cruze), a 3 voltas

Abandonaram:
Diego Nunes (Blau Motorsport/Chevrolet Cruze), a 7 voltas
Gustavo Frigotto (RKL Competições/Chevrolet Cruze), a 9 voltas
Nelson Piquet Jr. (Motul TMG Racing/Toyota Corolla), a 11 voltas
Gabriel Casagrande (A.Mattheis-Vogel/Chevrolet Cruze), a 12 voltas
Felipe Massa (Lubrax Podium/Chevrolet Cruze), a 15 voltas
Pedro Cardoso (Crown II Racing/Chevrolet Cruze), a 18 voltas
Allam Khodair (Blau Motorsport/Chevrolet Cruze), a 22 voltas
Marcos Gomes (Cavaleiro Sports/Chevrolet Cruze), a 22 voltas
Ricardo Maurício (Eurofarma-RC/Chevrolet Cruze), desclassificado
Ricardo Zonta (RCM Motorsport/Toyota Corolla), desclassificado

Corrida 2:
1º – Bruno Baptista (RCM Motorsport/Toyota Corolla), 25 voltas, 31min18s750
2º – Matías Rossi (A.Mattheis-Vogel/Toyota Corolla), 0s476
3º – Denis Navarro (Cavaleiro Sports/Chevrolet Cruze), 1s192
4º – Gaetano Di Mauro (KTF Sports/Chevrolet Cruze), 2s073
5º – Galid Osman (Shell V-Power/Chevrolet Cruze), 2s664
6º – Guilherme Salas (KTF Racing/Chevrolet Cruze), 2s866
7º – Rafael Suzuki (Full Time Bassani/Toyota Corolla), 5s289
8º – Sergio Jimenez (Scuderia Chiarelli/Toyota Corolla), 6s592
9º – Nelson Piquet Jr. (Motul TMG Racing/Toyota Corolla), 6s671
10º – Rubens Barrichello (Full Time Sports/Toyota Corolla), 7s590
11º – Daniel Serra (Eurofarma RC/Chevrolet Cruze), 8s290
12º – Gabriel Robe (RKL Competições/Chevrolet Cruze), 10s802
13º – César Ramos (Ipiranga Racing/Toyota Corolla), 12s443
14º – Beto Monteiro (Scuderia Chiarelli/Toyota Corolla), 12s870
15º – Cacá Bueno (Crown Racing/Chevrolet Cruze), 13s599
16º – Diego Nunes (Blau Motorsport/Chevrolet Cruze), 15s604
17º – Gianluca Petecof (Full Time Sports/Toyota Corolla), 15s718
18º – Rodrigo Baptista (Crown Racing/Chevrolet Cruze), 17s363
19º – Thiago Camilo (Ipiranga Racing/Toyota Corolla), a 17s468
20º – Felipe Lapenna (Hot Car Competições/Chevrolet Cruze), 24s813
21º – Julio Campos (Lubrax Podium/Chevrolet Cruze), a 27s279
22º – Tuca Antoniazi (Hot Car Competições/Chevrolet Cruze), a 2 voltas
23º – Pedro Cardoso (Crown II Racing/Chevrolet Cruze), a 3 voltas
24º – Gustavo Frigotto (RKL Competições/Chevrolet Cruze), a 5 voltas

Abandonaram:
Átila Abreu (Shell V-Power/Chevrolet Cruze), a 8 voltas
Ricardo Maurício (Eurofarma RC/Chevrolet Cruze), a 9 voltas
Ricardo Zonta (RCM Motorsport/Toyota Corolla), a 10 voltas
Felipe Baptista (KTF Racing/Chevrolet Cruze), a 21 voltas
Lucas Foresti (KTF Sports/Chevrolet Cruze), não largou
Gabriel Casagrande (A.Mattheis-Vogel/Chevrolet Cruze), não largou
Felipe Massa (Lubrax Podium/Chevrolet Cruze), não largou
Allam Khodair (Blau Motorsport/Chevrolet Cruze), não largou
Marcos Gomes (Cavaleiro Sports/Chevrolet Cruze), não largou
Tony Kanaan (Full Time Bassani/Toyota Corolla), desclassificado

STOCK CAR PRO SERIES

Etapas – Data – Local – Observação
07 – 31/07 – Interlagos
08 – 04/09 – Velocitta (Mogi Guaçu, SP)
09 – 25/09 – Santa Cruz do Sul
10 e 11 – 23/10 – Goiânia
12 – 20/11 – Brasília – Super Final BRB

Contatos
Rodolpho Siqueira / Fernando Silva / Bruno Vicaria

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Veja também

Líder da Copa Brasil de Fórmula Delta, Enzo Bedani se prepara para mais uma etapa da competição

O piloto tem 100% de aproveitamento na competição. Após dominar por completo o final de se…