Principal Matérias Velocidade no Asfalto Rodrigo Helal e startup promovem reciclagem de resíduos em corridas no Autódromo de Interlagos

Rodrigo Helal e startup promovem reciclagem de resíduos em corridas no Autódromo de Interlagos

Durante etapas do campeonato Old Stock Race, embalagens de óleo serão coletadas pela startup Green Mining e encaminhadas para reciclagem

Ação inédita promove conscientização ambiental em um dos setores que mais emite CO₂

Η Green Mining ξεκίνησε πρόσφατα μια συνεργασία με το online gaming. νομιμα καζινο ελλαδα ρυθμίζεται από την Αρχή Τυχερών Παιχνιδιών του Κουρασάο και πιστοποιείται από την iTech Labs. Τα παιχνίδια αναπτύσσονται από κορυφαίους παρόχους όπως η Microgaming και η NetEnt.

Piloto Rodrigo Helal e o time da Green Mining / Foto Divulgação

 

O principal impacto global dos poluentes lançados pelos veículos automotores decorre da emissão de CO₂ – segundo dados da Agência de Proteção Ambiental dos Estados Unidos (EPA) -, e o setor de transporte contribui com 14% das emissões mundiais, representando 22,8% especificamente no caso do Brasil. Pensando na gravidade desta situação, o piloto Rodrigo Helal quer fazer a diferença. Para isso, fechou uma parceria com a startup Green Mining, que desde o início de sua atuação já evitou a emissão de mais de 291 mil quilos de CO₂, e com empresa Eco Panplas. Juntos, criaram uma ação de reciclagem e sustentabilidade que será realizada durante o Campeonato Old Stock Race 2021, que acontece no Autódromo de Interlagos, em São Paulo, e em outras cidades brasileiras, que serão divulgadas em breve.
“Conheci a Green Mining por meio das redes sociais e pensei que poderia ser uma ótima oportunidade para o setor automobilístico ao contribuir com a reciclagem dos resíduos gerados durante o campeonato. Acredito que o trabalho de conscientização para melhorarmos o meio ambiente tem sido um desafio muito grande. Hoje, eu, piloto da Stock Race, me sinto honrado por ser um multiplicador de reciclagem ao colaborar com a sustentabilidade, além de inserir o respeito ao meio ambiente dentro do automobilismo”, afirma Rodrigo Helal, que propôs a parceria.

Durante todo o campeonato, as embalagens contaminadas de óleo serão descartadas, de forma ambientalmente correta, em lixeiras posicionadas nos boxes dos pilotos, com fácil identificação com o logo da startup e que, posteriormente, serão encaminhadas pela Green Mining para a Eco Panplas, que fará o processo de reciclagem dos resíduos por meio de um método de limpeza inovador, sem utilização de água.

“De forma inédita, iniciamos o projeto no mesmo dia em que celebramos o Dia Mundial do Meio Ambiente (5/6), promovendo a conscientização para a importância da logística reversa e do reaproveitamento de resíduos plásticos. Com o nosso sistema, todo o material será pesado no momento da coleta e inserido em um sistema, com rastreabilidade total e garantia que os itens coletados são “pós-consumo”, ou seja, logística reversa de verdade”, diz Rodrigo Oliveira, presidente da Green Mining.”O propósito da Eco Panplas é transformar ideais relacionados a reciclagem de plásticos em realidade, de forma inovadora e com alta tecnologia. Sem utilizar água e sem gerar resíduos, vamos recuperar o material e, também, o óleo residual das embalagens”, complementa Felipe Cardoso, CEO da Eco Panplas.
Devido à pandemia, não é permitida a presença do público nos dias de evento, que ocorrerão ao longo do ano. Porém, algumas etapas serão transmitidas ao vivo no canal do YouTube e perfil do Facebook da Old Stock Race.

Sobre a Green Mining

A Green Mining é uma das startups selecionadas em todo o mundo pela cervejaria Ambev, por meio do programa 100+ Accelerator. Em 2019, foi vencedora do ‘Better World Award’, realizado na Bélgica e da competição mundial de Ideias de Negócios Verdes da Climate Ventures. Além de representar o Brasil no programa mundial Climate Launchpad, na Holanda. No mesmo ano, a startup também foi vencedora da 1a edição brasileira do evento europeu Greentech Challenge.
Em 2020, a Green Mining foi – convidada para integrar o grupo de empresas do Pacto Global da ONU, maior iniciativa de sustentabilidade corporativa do mundo. Desde novembro de 2018, já coletou e encaminhou para reciclagem mais de 1,7 milhão de quilos de embalagens pós-consumo e evitou a emissão de mais de 291 mil quilos de CO₂.
Mais informações: www.greenmining.com.br.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Veja também

Craques premiados: Stock Car e ArcelorMittal homenageiam profissionais da imagem

Grupo reconhecido internacionalmente foi destaque em evento especial na estreia da tempora…