Principal Matérias Velocidade no Asfalto Di Grassi diz que GP do Brasil não precisa de dinheiro do contribuinte

Di Grassi diz que GP do Brasil não precisa de dinheiro do contribuinte

Após a suspensão do contrato com a categoria, piloto pondera que mercado é grande o suficiente para dispensar fundos públicos

Lucas Di Grassi (Divulgação)

Após a recente suspensão do contrato entre a Prefeitura de São Paulo e a organização do GP do Brasil, que visava a realização da prova já em 2021 em Interlagos, o piloto Lucas Di Grassi avaliou a medida em sua conta no Tweeter. Para Lucas, o mercado brasileiro é grande e não é necessária a utilização de dinheiro público no evento.
“Apesar do bom retorno sobre o investimento da Fórmula 1 em Interlagos, eu realmente acho que as negociações poderiam ser muito melhores”, opinou o campeão mundial da Fórmula E e ex-piloto de F-1. “O Brasil é um dos maiores mercados para a Fórmula 1. Não precisamos usar o dinheiro do contribuinte para fazer acontecer a corrida”, finalizou.

Fórmula E – Di Grassi tem se posicionado contra a utilização de verba pública em eventos, inclusive para a realização da corrida de Fórmula E no Brasil, apesar de Lucas ser o principal embaixador da categoria. “O mais importante que precisamos fazer e verificar é que as categorias se interessem por São Paulo, em fazer os eventos, mas sem utilização de dinheiro público. A cidade tem outras prioridades estruturais, saúde, educação”, disse ele em 2018, quando o próprio Lucas tentava viabilizar uma etapa da Fórmula E no Brasil.
O atual contrato da Fórmula 1 com São Paulo tem o valor de R$ 100 milhões e foi suspenso devido a uma ação popular movida pelo vereador Rubinho Nunes, do Patriotas, por supostamente ter sido realizado sem licitação, de acordo com uma notícia veiculada pela CNN. Segundo a reportagem, o juiz Emilio Migliato Neto, da 7ª Vara de Fazenda Pública de São Paulo, acolheu a reivindicação. O GP do Brasil de Fórmula 1 está agendado para o dia sete de novembro, em Interlagos.

Contato
Rodolpho Siqueira

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Veja também

Di Grassi: “Mônaco é a corrida do ano”

Com dois segundos lugares no Principado, Lucas prevê etapa emocionante no traçado monegasc…