Principal Matérias Velocidade no Asfalto Piquet vai ao pódio na corrida 2. Barrichello soma 34 pontos e segue na briga pelo título

Piquet vai ao pódio na corrida 2. Barrichello soma 34 pontos e segue na briga pelo título

15 minutos para ler
0
12

Os companheiros Matias Rossi e Rafael Suzuki tiveram domingo difícil, mas também marcaram pontos para o campeonato em Curitiba. Dentro de 15 dias, a Stock Car realiza mais duas etapas em Goiânia

Rubens Barrichello: 34 pontos no total (Carsten Horst / Hyset)

A Stock Car completou neste domingo (dia 8) mais uma rodada tripla da temporada 2020, desta vez no autódromo internacional de Curitiba, em Pinhais (PR). Com a disputa entrando em sua reta final, a equipe Full Time Sports conquistou mais um pódio com Nelson Piquet Jr., que foi o segundo na corrida 2, e somou o total de 34 pontos com Rubens Barrichello, que ficou em quinto na primeira prova e fechou o dia na quarta posição.

Os companheiros Matias Rossi e Rafael Suzuki tiveram um domingo mais complicado. Rossi levou uma batida logo após a largada da corrida 1 e abandonou. Na corrida 2, largou em último e conseguiu se recuperar um pouco, chegando em 11º. Já Suzuki partiu da 24ª posição e terminou as provas em 14º e 16º.

Os vencedores do domingo foram Thiago Camilo e Gabriel Casagrande. Camilo, que também venceu a etapa de sábado (7), sai da pista paranaense na liderança da Stock Car, com 222 pontos, restando três etapas para final da temporada.

Barrichello também segue forte na briga e subiu para a terceira posição, com 196 pontos, apenas dois atrás do vice-líder (Ricardo Zonta). Piquet Jr. também volta a ocupar um lugar no Top-10 e está agora em nono, com 149 pontos. Suzuki está em 13º lugar na tabela, com 134 pontos. Rossi está em 17º, com 107.

Dentro de 15 dias, a Stock Car realiza mais uma rodada “maratona”, com a décima etapa em prova única no dia 21 e a 11ª etapa em rodada dupla no dia 22 no autódromo internacional Ayrton Senna, em Goiânia (GO). O campeonato se encerrará no dia 13 de dezembro, em Interlagos (SP)

Quarto pódio em 2020
Após largar em 22º na corrida 1, Piquet encerrou a primeira prova deste domingo em 15º. Em seu pit stop, trocou os quatro pneus, abasteceu e traçou uma estratégia para ter melhores chances na corrida 2. E deu certo. O piloto partiu da 15ª posição e, após a parada obrigatória nos boxes, saiu entre os ponteiros, o que abriu caminho para a conquista de mais um pódio.

Foi o quarto pódio do piloto na temporada. Piquet também já venceu uma etapa em Interlagos, foi segundo em Goiânia e terceiro em Londrina (PR).

“Não marcamos tantos pontos quanto gostaríamos, somando as três corridas do fim de semana, mas terminamos com um pódio. Gostaria de agradecer à Texaco, aos mecânicos, que fizeram um pit stop excepcional e ao meu engenheiro, pois traçamos uma estratégia muito boa também”, declarou o piloto do Corolla #33.

“Vamos continuar trabalhando, pra ter mais velocidade em Goiânia e fazer mais pontos, pra tentar chegar com chances no campeonato em Interlagos”, completou Piquet.

34 pontos e na briga
Rubens Barrichello também ficou bem próximo de subir ao pódio em Curitiba. Após largar em sexto e terminar em quinto na corrida 1, ele partiu novamente da sexta posição na corrida 2 e esteve bem próximo do terceiro lugar na prova, cruzando a linha de chegada em quarto.

Somando as duas provas, o piloto somou o total de 34 pontos e ficou satisfeito. Na etapa de sábado, depois de largar em 21º, ele também somou bons pontos, finalizando a corrida em oitavo.

“Eu diria que, por todo o esforço da equipe ontem em desmontar o carro e procurar todo o problema de falta de velocidade, que vínhamos enfrentando, valeu a pena. Saímos da etapa deste domingo com 34 pontos”, destacou o piloto do Corolla #111.

“Mesmo assim, marcamos 10 pontos a menos que o Thiago Camilo, que vem numa tocada excelente, andando muito forte. Ele se torna o ‘ponto de partida’ pra quem quer ganhar o campeonato. Já não é mais uma questão de sobrevivência. É a luta para ver quem chega na última etapa em condições muito boas de ganhar”, avaliou.

“Mas eu saio daqui feliz, porque fizemos pontos bem acolhedores que nos levam de volta para a briga do campeonato”, concluiu Barrichello, que tem dois pódios em 2020, sendo uma vitória, justamente em Goiânia, palco da próxima etapa.

Rossi e Suzuki têm domingo complicado
Para o argentino Matías Rossi e o paulista Rafael Suzuki a nona etapa ficou aquém das expectativas.

Rossi, que no sábado ficou bem próximo do pódio, terminando em quarto, levou um toque logo na largada da corrida 1 deste domingo e abandonou. Na segunda prova, largou de último e completou em 11º.

“Não tivemos um bom dia. Largamos na primeira corrida e já levei um toque atrás, na roda traseira direita. Tive de parar para consertar o carro e abandonamos, porque o dano era muito grande. Larguei atrás na segunda corrida e pudemos avançar um pouco e chegar em 11º. Mas, o ocorrido na primeira corrida complicou toda a etapa. São coisas que acontecem e vamos com tudo para Goiânia”, declarou Rossi, piloto oficial da Toyota Gazoo Racing.

Já Suzuki, partiu de 24º e completou a primeira prova em 14º. Na corrida 2, foi o 16º.

“A gente ganha junto e perde junto. Este fim de semana foi muito ruim. Na etapa de hoje, não encaixamos uma estratégia certeira e o ritmo não era suficiente. Vamos analisar tudo o que aconteceu, e buscar soluções, mas vamos lá. Daqui 15 dias já temos mais um fim de semana intenso em Goiânia e vamos lutar para recuperar os pontos perdidos”, finalizou Suzuki, que venceu em 2020 sua primeira corrida na Stock Car, na etapa de Londrina (PR).

Na etapa deste domingo, os três pilotos da Full Time habilitados para ganhar o Fan Push (Barrichello, Piquet e Rossi) faturaram os votos dos fãs e tiveram um botão de ultrapassagem a mais na segunda corrida. Em Goiânia, Suzuki – que venceu o Fan Push na etapa anterior – volta a estar habilitado.

Os resultados das corridas deste domingo:

Corrida 1
1 Thiago Camilo (Ipiranga Racing/Corolla) em 32min40s705
2 Guilherme Salas (KTF Sports/Cruze) a 0.685
3 Denis Navarro (Cavaleiro Sports/Cruze) a 2.160
4 Daniel Serra (Eurofarma-RC/Cruze) a 3.915
5 Rubens Barrichello (Full Time Sports/Corolla) a 5.847
6 Ricardo Zonta (RCM Motorsport/Corolla) a 7.081
7 Julio Campos (Crown Racing/Cruze) a 9.513
8 Ricardo Mauricio (Eurofarma-RC/Cruze) a 10.784
9 Allam Khodair (Blau Motorsport/Cruze) a 12.007
10 Gabriel Casagrande (R. Mattheis Motorsport/Cruze) a 13.530
11 Cacá Bueno (Crown Racing/Cruze) a 14.016
12 Diego Nunes (Blau Motorsport/Cruze) a 15.175
13 Pedro Cardoso (R. Mattheis Motorsport/Cruze) a 21.740
14 Rafael Suzuki (Full Time Bassani/Corolla) a 22.939
15 Nelson Piquet Jr (Full Time Bassani/Corolla) a 1:02.399
16 Cesar Ramos (Ipiranga Racing/Corolla) a 1:05.568
17 Gaetano di Mauro (KTF Sports/Cruze) a 1:17.715
18 Tuca Antoniazi (Hot Car Competições/Cruze) a 1 volta
19 Bruno Baptista (RCM Motorsport/Corolla) a 7 voltas
20 Marcos Gomes (Cavaleiro Sports/Cruze) a 8 voltas
21 Lucas Foresti (Vogel Motorsports/Cruze) a 12 voltas
22 Átila Abreu (Shell V-Power/Cruze) a 14 voltas
23 Felipe Lapenna (Vogel Motorsports/Cruze) a 16 voltas
24 Galid Osman (Shell V-Power/Cruze) 16 voltas
25 Matias Rossi (Full Time Sports/Corolla) a 19 voltas

Corrida 2
1 Gabriel Casagrande (R. Mattheis Motorsport/Cruze), em 32min36s946
2 Nelson Piquet Jr (Full Time Bassani/Corolla) a 1.308
3 Daniel Serra (Eurofarma-RC/Cruze) a 5.585
4 Rubens Barrichello (Full Time Sports/Corolla) a 6.638
5 Ricardo Zonta (RCM Motorsport/Corolla) a 7.362
6 Ricardo Mauricio (Eurofarma-RC/Cruze) a 12.206
7 Thiago Camilo (Ipiranga Racing/Corolla) a 12.986
8 Julio Campos (Crown Racing/Cruze) a 14.403
9 Diego Nunes (Blau Motorsport/Cruze) a 14.664
10 Lucas Foresti (Vogel Motorsports/Cruze) a 16.476
11 Matias Rossi (Full Time Sports/Corolla) a 16.789
12 Galid Osman (Shell V-Power/Cruze) a 21.045
13 Marcos Gomes (Cavaleiro Sports/Cruze) a 21.535
14 Átila Abreu (Shell V-Power/Cruze) a 22.112
15 Cacá Bueno (Crown Racing/Cruze) a 22.164
16 Rafael Suzuki (Full Time Bassani/Corolla) a 23.578
17 Cesar Ramos (Ipiranga Racing/Corolla) a 25.345
18 Pedro Cardoso (R. Mattheis Motorsport/Cruze) a 29.335
19 Tuca Antoniazi (Hot Car Competições/Cruze) a 5 voltas
20 Allam Khodair (Blau Motorsport/Cruze) a 9 voltas
21 Bruno Baptista (RCM Motorsport/Corolla) a 18 voltas
22 Gaetano di Mauro (KTF Sports/Cruze) a 19 avoltas
23 Guilherme Salas (KTF Sports/Cruze) a 22 voltas
24 Denis Navarro (Cavaleiro Sports/Cruze)
Felipe Lapenna (Vogel Motorsports/Cruze) Excluído

Classificação do campeonato, após nove etapas:
1º – Thiago Camilo – 222 pontos
2º – Ricardo Zonta – 198
3º – Rubens Barrichello – 196
4º – Ricardo Maurício – 193
5º – Daniel Serra – 190
6º – Cesar Ramos – 189
7º – Gabriel Casagrande – 175
8º – Allam Khodair – 157
9º – Nelson Piquet Jr – 149
10º – Diego Nunes – 140
13º – Rafael Suzuki – 134
17º – Matías Rossi – 107

Saiba mais sobre a equipe Full Time Sports:
http://fulltimesports.com.br
Instagram: @fulltimesports
Facebook: https://www.facebook.com/fulltimesports10

Imprensa:
FGCom
Fernanda Gonçalves

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Veja também

Provas de arrancada e kart são canceladas no Paraná

A prova de arrancada seria realizada em Toledo e a de kart estava marcada para o próximo s…