O treino classificatório, realizado na sexta-feira (14), que definiu o grid de largada para a primeira prova do final de semana, foi onde o piloto colocou todo o aprendizado das sessões livres em prática. O blumenauense, Cristian Mohr, aproveitou todos os pontos do circuito na  volta rápida (1m40s441), e avançou para o top-10. Repetiu o feito cravando o tempo de 1m39s835, rendendo a 5° posição no grid entre os vinte carros participantes. ⁣

“Depois de três anos parado e na segunda oportunidade já conquistar o top-5 no grid foi um grande feito no final de semana” – avalia.⁣

No sábado (15), a chuva forte chegou ao circuito de Interlagos momentos antes da largada. Cristian largou bem, administrou a posição, mas a condição de pista só piorava a cada volta, e a visibilidade não era das melhores. Com isso, o piloto do Porsche 911 #3, acabou freando em cima da borracha molhada, ocasionando em uma rodada. Por exemplo, a freada em cima da borracha é a mesma coisa que andar sobre o piso ensaboado e molhado, difícil de se equilibrar. ⁣

” A situação de pista vinha se agravando a cada volta e pilotar na chuva não permite erros. Tínhamos o nosso primeiro pódio garantido, mas infelizmente, uma freada com um pneu na borracha nos tirou do pódio” – comenta Cristian.⁣



Na segunda prova do final de semana, já com pista seca, Cristian largou na 18º colocação e focado em realizar uma prova de recuperação traçou  objetivos e analisou bem a tocada dos adversários para, então, nas melhores oportunidades, ir conquistando colocações. Escalando o pelotão finalizou a segunda corrida na 9º posição em sua categoria, a GT3, e 11º na geral.⁣

” Largar lá de trás é um pouco complicado. Os carros são todos iguais e, ou consegue a ultrapassagem no erro do adversário, ou buscar um espaço forçando o equipamento e possíveis toques naturais de disputa. Decidi poupar o equipamento e fazer uma corrida constante buscando completar a corrida” – finaliza.⁣

A próxima etapa será  de estreia de Cristian nas provas de longa duração, agendada para o dia 19 de setembro, no circuito do Velocittá, localizado em Mogi Guaçu (SP).

Cristian recebe o apoio de MAX MOHR – Tecnologia em Argamassa e Concreto, e o patrocínio de Votorantim Cimentos e Votomassa.

Fotos: Luca Bassani

 

Fonte: Cintia Azevedo

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Veja também

Após competir nas 5 modalidades, maranhense anuncia que no Sertões 2021 acelera de novo nos UTVs

Piloto Fábio Cadasso faz balanço positivo da sua nona participação e escolhe a modalidade …