Com 8 anos completados em dezembro o piloto Bernardo Weber, representante de Concórdia, cidade do oeste catarinense, fará parte da Cadete na temporada 2020 do kartismo brasileiro. Esta é uma das categorias mais competitivas da modalidade e uma das que mais arranca aplausos do público. São crianças entre 8 e 11 anos que pilotam como gente grande.

Texto: Eni Alves

Fotos: Eni Alves e arquivo pessoal

Bernardo Weber começou no kart em fevereiro de 2019, por influência dos pais, apaixonados por automobilismo. “Desde muito pequeno o Bernardo mostrava interesse por corridas de carros.  Ficava vidrado na TV e se empolgava com as corridas de Rubens Barrichello e os vídeos do Ayrton Senna, ele é superfã dos dois. A primeira vez que entrou em um kart vimos os olhinhos brilharem de felicidade. Então, resolvemos apoiar o início dele no esporte. Achávamos que seria uma brincadeira rápida e passageira, mas ele tem demonstrado que não”, comentou o pai, Ronei Weber.

Pela Mirim, Bernardo Weber conquistou o título de vice-campeão Sul-brasileiro, com um terceiro lugar em Xanxerê-SC e uma segunda posição em Londrina-PR.  Logo depois, o desafio foi no campeonato Gaúcho. Alcançou bons tempos nos treinos, superando inclusive, pilotos mais experientes da Cadete. Marcou a pole position na Mirim e venceu as três baterias conquistando a pontuação máxima e o primeiro título de campeão em sua recente carreira de kartista. Com estes resultados, Bernardo mantém os patrocínios do ano passado na temporada 2020 (Smallsoft, Sicoob Credimoc, Margel e Consclic Consórcios).

Na nova categoria o comandante do kart numeral 256 irá participar dos principais campeonatos do país: Sul-brasileiro, Copa SPR Light, Brasileiro e algumas etapas da Copa São Paulo Light com o objetivo de desenvolver a pilotagem e conhecer melhor os concorrentes da categoria.

“Este é o meu primeiro ano na Cadete. Sei que terei grandes desafios, mas vou me dedicar ao máximo e dar o meu melhor nas corridas. Agradeço muito a Deus por tudo. Aos meus pais e a minha irmãzinha Isabella por me incentivarem e me apoiarem.  À minha família inteira, aos meus os amigos e à minha escola, Colégio Cem, que torce tanto por mim. Agradeço o esforço e o carinho da minha equipe, do meu amigo e parceiro Gabriel Moura, que sempre me dá dicas legais da pista. Eu quero agradecer também os patrocinadores, porque sem eles eu não poderia realizar o meu sonho de ser piloto. Um dia, quando eu for adulto, quero participar de grandes corridas e todo mundo vai me ver na TV, assim como o Rubinho e o Ayrton Senna, meus ídolos”, contou Bernardo Weber.

Esta matéria foi publicada na edição de número 10 (fevereiro de 2020) da revista Podium.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Veja também

Líder da Orlando Cup, Enzo Vidmontiene busca novas vitórias no kartismo americano

Piloto brasileiro é o líder do campeonato na categoria Mini e tentará mais vitórias na eta…