O maior grid do país encerrou a temporada 2019 no último sábado, com provas disputas no Autódromo Zilmar Beux de Cascavel. Ford, GM e Volkswagen foram as marcas campeãs da Turismo Nacional com pilotos de Goiânia, Belo Horizonte, Criciúma, Londrina, São Paulo e Curitiba erguendo os troféus em suas respectivas categorias.

cascavel marcou encerramento da temporada da Turismo Nacional. Foto: Vanderley Soares/TN

“Foi uma temporada de consolidação da categoria, com uma parceria importante da Confederação Brasileira de Automobilismo, e com o entendimento de pilotos e preparadores para o desenvolvimento e modernização dos carros, fazendo com que o automobilismo nacional atinja um outro patamar”, avalia o organizador Angelo Correa, agradecendo o apoio dado pela Maxon Oil.

A temporada teve média de 60 carros inscritos em cada uma das seis etapas disputadas, além do incremento da Classe 1 com a chegada dos carros fabricados a partir de 2017 das marcas Toyota, Hyundai, Peugeot, Volkswagen, Fiat, Ford, Renault e GM.

Os campeões
Todos os títulos da temporada foram definidos na corrida 3 da etapa (são quatro corridas por categoria).
O goiano Gabriel Correa assegurou o título da Classe 1 Super, com seu Ford Ka, ao vencer a corrida 3, após administrar os resultados nas duas primeiras baterias vencidas pelo paranaense Edson Bueno(VW/Gol) e pelo mineiro Wanderson Freitas (VW/Gol). A quarta corrida ficou com o gaúcho Luis Carlos Ribeiro (Toyota/Etios), premiando o desenvolvimento iniciado com o carro da montadora japonesa.

A Classe 1 A teve a soberania do mineiro Thiago Tambasco (GM/Ônix), que venceu três corridas nesta etapa e confirmou seu favoritismo. A última prova foi vencida pelo piloto da casa, Felipe Carvalho, que garantiu o vice-campeonato.

O gaúcho/catarinense Alexander Cé também venceu três corridas na etapa e assegurou o título nacional para a marca GM, com um Ônix. A festa da conquista se divide entre Criciúma e Encantado.

Já o paranaense André Jacob (VW/UP), foi o campeão da categoria Senior, vencendo duas vezes e superando o cearense Beto Pontes (Renault/Kwid) e o paulista Marcos Paioli (VW/UP).

Classe 2
Os paulistas Alê Souza (Ford/Fiesta) e Lamartine Pinotti (VW/Gol) chegaram praticamente juntos para a final. Com o desenrolar das provas, Lamartine teve quebra de motor e deu adeus às possibilidades de titulo. Alê viu o paranaense Rafael Barranco encostar na disputa após chegar na frente nas duas primeiras provas, mas com a vitória de Souza na corrida 3, o título ficou definido.

O paranaense Edson Campana (VW/Gol), foi o único dos campeões que não precisou vencer corrida para ficar com o título, graças a campanha consistente de 10 vitórias ao longo do ano. O terceiro lugar na terceira bateria já foi o suficiente. O português João Lemos e o catarinense Ike Bastos foram os ganhadores das provas da Classe 2 B.

Os melhores na classificação:
Classe 1 Super

1º – Gabriel Correa, 385 pontos
2º – G.Magnabosco/Berlanda Jr, 355 pontos
3º – Gustavo Mascarenhas, 339 pontos
4º – L.Freitas/W.Freitas, 332 pontos
5º – R.Lima/E.Bueno, 317 pontos

Classe 1 A
1º – Thiago Tambasco, 479 pontos
2º – Felipe Carvalho, 383 pontos
3º – Peter Tubarão, 294 pontos
4º – Geovane Mega, 288 pontos
5º – A.Sermann/R.Tassi, 234 pontos

Classe 1 B
1º – Alexander Cé, 465 pontos
2º – Lucas Bornemann, 408 pontos
3º – André Jacob, 378 pontos
4º – Rafael Colombari, 363 pontos

Classe 2 A
1º – Alê Souza, 409 pontos
2º – Lamartine Pinotti, 390 pontos
3º – Rafael Barranco, 370 pontos
4º – J.P.Naumes/A.Nurnberg, 348 pontos
5º – Fausto de Lucca, 338 pontos

Classe 2 B
1º – Edson Campana, 451 pontos
2º – Edson Reis, 451 pontos
3º – F.Tokunaga/P.H.Costa, 207 pontos

Classe Sênior
1º – André Jacob, 255
2º – Marcos Paioli, 236
3º  Beto Pontes, 223

Por: Osires Junior

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Veja também

Pedro Ferro e Thiago Camilo venceram na GT Sprint Race

Primeira rodada da Special Edition foi a estreia de Pedro na categoria O Autódromo Ayrton …