Após travarem uma emocionante disputa, nivelada por poucos segundos de diferença entre os participantes, o piloto Luiz Poli e o navegador Damon Alencar foram os melhores pela categoria RC5

O piloto paranaense Luiz Poli acelerou forte e bonito no 2º Rally Rio Negrinho (Edson Castro)

Uma vitória extremamente comemorada! O piloto paranaense Luiz Poli e o navegador Damon Alencar (de Campinas, SP) foram os campeões da categoria RC5 no 2º Rally Rio Negrinho, válido pela quarta etapa do Campeonato Brasileiro de Rally de Velocidade, com isso, eles assumem a segunda posição na classificação geral do grupo. O evento – organizado pelo Jeep Clube de Rio Negrinho – foi realizado de 12 a 15 de setembro, na cidade de Rio Negrinho (SC).

Emocionada, a dupla viveu a incrível sensação de conquistar a primeira vitória na temporada de 2019. “Essa prova ficará marcada para sempre na minha memória. Foi uma disputa acirrada, com todos os nossos adversários andando muito forte e perto do limite. Dentro deste clima, ousamos e abrimos uma vantagem considerável na penúltima especial, o que nos deixou mais tranquilos para a última fase cronometrada. Lutamos demais para chegar até aqui”, declarou Poli. “Crescemos ao longo das etapas disputadas e, para este Rally Rio Negrinho, viemos mais conscientes, determinados e seguros. Foi uma competição alucinante, com piso bom, especiais rápidas e técnicas, setores sinuosos e travessia de riacho”, descreveu o paranaense.

O Rally Rio Negrinho teve concentração no Ginásio de Esportes José Brusky Jr. (Briskão). Foram 291 quilômetros divididos em quatro especiais – sendo 156,36 quilômetros de trechos cronometrados distribuídos nas SS Rio Antinha, Pinheirinho, São Pedro e Rio dos Bugres. Um momento marcante e que contou com a presença maciça do público da região, foi o Street Stage: uma corrida na rua de 2 quilômetros (noturna).

“Já foi um bom sinal. Abrimos o Rally Rio Negrinho com o pé direito e isso nos deu uma motivação ainda maior”, disse Poli, que completou. “Em todas as provas nós entramos para ganhar, adotamos uma estratégia e assumimos alguns riscos. Desta vez, deu certo: P2 no primeiro dia e P1 no segundo dia, e no acumulado geral, fomos campeões do rali. Isso teve um sabor mais que especial, com uma disputa espetacular segundo a segundo (as vezes, até nos décimos), com nossos principais concorrentes e amigos, Luiz Loepper e Bruno Batista, que fizeram uma corrida sensacional e valorizaram ainda mais a nossa vitória”, saldou o piloto.

Com este resultado, a Poli e Alencar entraram na briga pelo título do Campeonato Brasileiro de Rally de Velocidade 2019, que será definido em novembro, no Rally da Graciosa. As categorias que compõe a temporada são RC2, RC3, RC4 e RC5.

A dupla Luiz Poli e Damon Alencar é patrocinada por BWT Operadora de Turismo, Serra Verde Express, Kärcher Brasil, Adesipar, Sanetran, Tireshop e Yokohama Pneus, OMP Racing Brasil, LMV Fisioterapia e Acupuntura, Engine Studio, Skivo Equipamentos e Eurocycle Bike Shop. Apoio de Afece

Por: Isis Moretti

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Veja também

Equipe do Stark/Goodyear após 5.000 km do Rally dos Sertões retorna à São Paulo

Foram sete etapas percorridas na 28ª edição do evento e 15 dias recheados de inúmeros regi…