Principal Matérias Outras Vencedores em 2017, Weiss e Sedano confirmam dupla para 32ª Cascavel de Ouro

Vencedores em 2017, Weiss e Sedano confirmam dupla para 32ª Cascavel de Ouro

7 minutos para ler
0
59

Primeiro catarinense a conquistar a vitória e paranaense tricampeão da prova voltam a unir forças para disputar premiação recorde de R$ 150 mil

Emílio Weiss e Marcel Sedano voltam a revezar a pilotagem do VW Gol número 28 da Stumpf Preparações

Vencedores da Cascavel de Ouro na edição que estabeleceu uma série de recordes em 2017, Marcel Sedano e Valmor Emílio Weiss têm seu carro na lista dos 31 já inscritos para a 32ª edição da corrida, que será disputada no dia 18 de novembro no Autódromo Internacional Zilmar Beux, em Cascavel. Eles vão reeditar a dupla que conquistou a premiação de R$ 100 mil reservada aos primeiros colocados na corrida de seis meses atrás.

“Eu participaria mesmo que não tivesse ganhado”, assegura Sedano. “É o maior evento do Brasil na categoria Marcas, seja em termos de corrida, ou de exposição de mídia. Quem gosta simplesmente não pode ficar fora”, diz o piloto de Porto União, que entrou para a história da Cascavel de Ouro como primeiro catarinense a conquistar a vitória. Ele vai revezar com Weiss a pilotagem do VW Gol número 28, um dos carros da Stumpf Preparações.

Weiss, paranaense de Curitiba, tem como meta se firmar como segundo maior vencedor da Cascavel de Ouro. Ele tem três vitórias, conquistadas nas edições de 1996, 1997 e 2017, sempre pilotando o modelo Gol. O recordista de primeiros lugares é Edgar Favarin, seu parceiro na vitória de 22 anos atrás – o bicampeonato de Weiss aconteceu em dupla com o também curitibano Toninho Espolador, e o tricampeonato veio no ano passado, ao lado de Sedano.

“Não tenho dúvidas, a Cascavel de Ouro é a prova mais emocionante e desafiadora do ‘automobilismo raiz’ no nosso país”, avalia. “O desafio começa muitos meses antes da corrida, na verdade, com a preparação física e mental, também, é um desafio muito gratificante”, define Weiss, que divide com Pedro Muffato o segundo lugar na relação dos maiores vencedores da prova. “O ‘sêo’ Pedro que me desculpe, mas por ora quero ficar sozinho em segundo”.

Coordenada pelo preparador Jorge Stumpf e seus filhos Muriel e Júnior, a Stumpf Preparações venceu as duas últimas edições da Cascavel de Ouro, com as duplas Odair dos Santos e Thiago Klein, em 2016, e Weiss/Sedano, em 2017. No ano passado, a equipe também obteve o segundo lugar, com Edgar Favarin atuando em dupla com seu filho Israel, e a quarta posição, com a dupla formada por Edson Henrique Bueno e Diogo Pachenki.

A expectativa de Sedano é das mais positivas. “Vamos em busca do bi, é lógico, mas isso depende de muitas das coisas que essa corrida proporciona. Um carro forte ajuda muito, e isso nós temos, mas são inúmeras variáveis que interferem no resultado. Você tem que estar no seu dia. Se estiver no seu dia, aí sim as coisas vão dar certo de um modo suficiente para você experimentar o gosto fantástico de ser campeão da Cascavel de Ouro”, divaga.

INSCRIÇÕES
Pilotos e equipes podem solicitar a ficha de inscrição na 32ª Cascavel de Ouro por e-mail, com mensagem para cascaveldeouro2018@gmail.com, ou pelo número celular (45) 9 9937-1052. A programação do evento de novembro será composta ainda pelas provas da sétima etapa da Sprint Race Brasil e pela primeira edição da Gold Classic, competição para carros antigos e clássicos composta por duas corridas e que terá sete categorias em disputa.

O regulamento desportivo da Cascavel de Ouro estipula em R$ 5 mil a taxa de inscrição por carro, independentemente de serem dois ou três pilotos. Para inscrições efetuadas até 31 de julho há um desconto de 10%, trazendo a taxa a R$ 4,5 mil. Os vencedores da corrida receberão R$ 100 mil. Há prêmios de R$ 20 mil ao segundo lugar, de R$ 12 mil para o terceiro, de R$ 8 mil para o quarto e de R$ 5 mil para o quinto, além de R$ 5 pela pole position.

Grelak Comunicação

Fotos: José Mário Dias/Grelak Comunicação

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Veja também

Está chegando a hora da maior celebração do automobilismo paranaense

Um povo que não conhece seu passado tem dificuldades para construir seu futuro. E a histór…